O jor­na­lis­ta Cláu­dio We­ber Abra­mo mor­reu na noi­te des­se do­min­go (12), aos 72 anos, em São Pau­lo, em de­cor­rên­cia de um cân­cer no in­tes­ti­no. Ele foi um dos fun­da­do­res da Trans­pa­rên­cia Bra­sil, ONG que co­man­dou por qua­se 15 anos.

Reprodução/​Youtube


Cláudio Weber Abramo foi um dos influenciadores no Congresso para aprovação da Lei de Acesso à Informação

Con­si­de­ra­do um dos prin­ci­pais no­mes do jor­na­lis­mo de da­dos do país, Cláu­dio era for­ma­do em ma­te­má­ti­ca pe­la Uni­ver­si­da­de de São Pau­lo (USP), e mes­tre em ló­gi­ca e fi­lo­so­fia da ci­ên­cia pe­la Uni­camp (Uni­ver­si­da­de Es­ta­du­al de Cam­pi­nas). Um dos pro­je­tos da Trans­pa­rên­cia, o Ex­ce­lên­ci­as, que reu­nia in­for­ma­ções so­bre o his­tó­ri­co da vi­da pú­bli­ca dos par­la­men­ta­res, ga­nhou o Prê­mio Es­so de Jor­na­lis­mo em 2006.

Cláu­dio We­ber Abra­mo foi edi­tor de eco­no­mia da Fo­lha (1987) e secretário-​executivo de re­da­ção da Ga­ze­ta Mer­can­til (1987-​88). Em 2017, fun­dou o Da​dos​.Org, si­te es­pe­ci­a­li­za­do na co­le­ta, or­ga­ni­za­ção e dis­se­mi­na­ção de in­for­ma­ções pro­ve­ni­en­tes do po­der pú­bli­co. Tam­bém foi um dos in­flu­en­ci­a­do­res da Lei de Aces­so à In­for­ma­ção (LAI).

Ele foi um dos pa­les­tran­tes do úl­ti­mo con­gres­so da As­so­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de Jor­na­lis­mo In­ves­ti­ga­ti­vo (Abra­ji), re­a­li­za­do no fim de ju­nho em São Pau­lo.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,