Pri­mei­ra pes­qui­sa Da­ta­fo­lha de in­ten­ção de vo­to no se­gun­do tur­no da elei­ção, di­vul­ga­da nes­ta quarta-​feira (10), mos­tra o can­di­da­to do PSL à Pre­si­dên­cia, Jair Bol­so­na­ro, com 58% e o can­di­da­to do PT, Fer­nan­do Had­dad, com 42% em vo­tos vá­li­dos, quan­do são des­car­ta­dos da amos­tra os vo­tos bran­cos, nu­los e os in­de­ci­sos.

Fa­bio Ro­dri­gues Pozzebom/​José Cruz/​Agência Bra­sil


Em votos totais, o militar tem 49%, e o petista, 36%

Quan­do são con­si­de­ra­dos to­dos os vo­tos, os re­sul­ta­dos mos­tram o mi­li­tar com 49%, con­tra 36% do pe­tis­ta. En­tre­vis­ta­dos que dis­se­ram vo­tar bran­co, nu­lo ou em ne­nhum dos dois so­mam 8%, e 6% dos elei­to­res es­tão in­de­ci­sos.

O le­van­ta­men­to foi fei­to nes­ta quarta-​feira (10) com 3.235 elei­to­res em 227 ci­da­des. A mar­gem de er­ro é de dois pon­tos per­cen­tu­ais pa­ra mais ou pa­ra me­nos e o ní­vel de con­fi­an­ça é de 95%. A pes­qui­sa, con­tra­ta­da pe­la TV Glo­bo e pe­lo jor­nal Fo­lha de S.Paulo, foi re­gis­tra­da no Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral (TSE) sob o nú­me­ro: BR-​00214/​2018.

O Da­ta­fo­lha tam­bém fez per­gun­tas aos en­tre­vis­ta­dos so­bre o apoio dos pre­si­den­ciá­veis que fi­ca­ram de fo­ra da dis­pu­ta.

Os re­sul­ta­dos mos­tram que 11% dos en­tre­vis­ta­dos po­de­ri­am es­co­lher o can­di­da­to apoi­a­do por Ma­ri­na Sil­va (Re­de), e 11% dei­xa­ri­am de vo­tar no can­di­da­to que ti­ves­se o apoio de Ma­ri­na. Pa­ra 72%, es­se apoio se­ria in­di­fe­ren­te, e 6% não sou­be­ram res­pon­der.

A mai­o­ria acha que lí­der da Re­de de­ve apoi­ar Had­dad no se­gun­do tur­no (43%). Ou­tros 38% pen­sam que Ma­ri­an de­ve apoi­ar Bol­so­na­ro.

Quan­do as mes­mas per­gun­tas são fei­tas so­bre Ci­ro Go­mes (PDT), 21% dis­se­ram que po­de­ri­am vo­tar no can­di­da­to apoi­a­do por Ci­ro. E 11% não vo­ta­ri­am no can­di­da­to que ga­nhas­se o apoio do pe­de­tis­ta. Pa­ra 63%, se­ria in­di­fe­ren­te, e 4% dis­se­ram não sa­ber.

O can­di­da­to do PDT de­ve­ria apoi­ar Had­dad, se­gun­do 46% dos en­tre­vis­ta­dos. E de acor­do com 40%, o apoio de Ci­ro ti­nha de ser di­re­ci­o­na­do a Bol­so­na­ro.

Já quan­do as mes­mas per­gun­tas são fei­tas so­bre Ge­ral­do Alck­min, 14% dos elei­to­res se­ri­am le­va­dos a vo­tar no can­di­da­to es­co­lhi­do pe­lo tu­ca­no, en­quan­to 13% res­pon­de­ram que não vo­ta­ri­am no can­di­da­to que ti­ves­se o apoio de Alck­min. Pa­ra 69%, es­se apoio é in­di­fe­ren­te. E 4% não sa­bem.

A mai­or par­te dos en­tre­vis­ta­dos acham que Alck­min de­ve apoi­ar Bol­so­na­ro (46%). Os que pen­sam que o apoio de­via ser da­do a Had­dad so­mam 37%. Pa­ra 9%, o tu­ca­no não de­via apoi­ar ne­nhum dos can­di­da­tos. E 7% não sou­be­ram res­pon­der.

A es­co­lha de um can­di­da­to pa­ra ser o pró­xi­mo pre­si­den­te foi fei­ta por 63% dos elei­to­res ao me­nos um mês an­tes do dia da elei­ção, se­gun­do o Da­ta­fo­lha. Dos en­tre­vis­ta­dos, 10% res­pon­de­ram que to­ma­ram a de­ci­são 15 di­as an­tes da vo­ta­ção. Pa­ra 8%, a es­co­lha foi fei­ta uma se­ma­na an­tes, en­quan­to 6% de­ci­di­ram o vo­to na vés­pe­ra do plei­to. Os que dis­se­ram ter de­ci­di­do no dia da elei­ção so­mam 12%.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,