O mi­nis­tro Gil­mar Men­des, do Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF), ar­qui­vou nes­sa terça-​feira (23) um inqué­ri­to que in­ves­ti­ga­va o se­na­dor Aé­cio Ne­ves (PSDB). Es­sa é a se­gun­da in­ves­ti­ga­ção de Aé­cio ar­qui­va­da por Gil­mar no âm­bi­to da Ope­ra­ção La­va Ja­to. O mi­nis­tro se­guiu re­co­men­da­ção da Pro­cu­ra­do­ria Ge­ral da Re­pú­bli­ca, que ale­ga não ter en­con­tra­do ele­men­tos pa­ra con­ti­nu­ar com a apu­ra­ção.

Mar­ce­lo Camargo/​Agência Bra­sil


Aécio foi acusado por Delcídio do Amaral de oferecer a ele vantagens financeiras em troca de acobertamento na CPI dos Correios

Aé­cio era sus­pei­to de ter ma­qui­a­do da­dos pa­ra es­con­der a exis­tên­cia do men­sa­lão do PSDB em Mi­nas Ge­rais. Se­gun­do o ex-​senador cas­sa­do Del­cí­dio do Ama­ral (ex-​PT-​MS), o epi­só­dio ocor­reu em 2005, du­ran­te a CPI dos Cor­rei­os, que in­ves­ti­ga­va o men­sa­lão do go­ver­no Lu­la e era pre­si­di­da por ele.

Ini­ci­al­men­te a Po­lí­cia Fe­de­ral in­for­mou que ha­via des­co­ber­to in­dí­ci­os de que o tu­ca­no ha­via co­me­ti­do cri­me ao ofe­re­cer van­ta­gem in­de­vi­da a Del­ci­dio pa­ra aba­far o ca­so. A pró­pria PGR pe­diu ao Su­pre­mo que en­vi­as­se o inqué­ri­to à pri­mei­ra ins­tân­cia. Mas, em se­gui­da, após pe­di­do da de­fe­sa, mu­dou o en­ten­di­men­to e re­co­men­dou o ar­qui­va­men­to da in­ves­ti­ga­ção.

“A au­to­ri­da­de po­li­ci­al não re­co­lheu pro­vas ou ele­men­tos de con­vic­ção su­fi­ci­en­tes pa­ra cor­ro­bo­rar as de­cla­ra­ções do co­la­bo­ra­dor e per­mi­tir a ins­tau­ra­ção da ação pe­nal”, dis­se a procuradora-​geral da Re­pú­bli­ca, Ra­quel Dod­ge, que tam­bém ale­gou di­fi­cul­da­de pa­ra co­le­tar pro­vas por­que o cri­me apu­ra­do re­mon­ta a 2005.

Em de­poi­men­to à Po­lí­cia Fe­de­ral, Del­ci­dio dis­se que os da­dos for­ne­ci­dos pe­lo Ban­co Ru­ral, al­vo da co­mis­são par­la­men­tar de inqué­ri­to, com­pro­me­ti­am Aé­cio e, por is­so, fo­ram ma­qui­a­dos a man­do do en­tão go­ver­na­dor de Mi­nas Ge­rais.

Em 29 de ju­nho, vés­pe­ra do re­ces­so do Ju­di­ciá­rio, Gil­mar Men­des ar­qui­vou o inqué­ri­to que apu­ra­va cri­mes de la­va­gem de di­nhei­ro e cor­rup­ção pas­si­va atri­buí­dos a Aé­cio, em es­que­ma de cor­rup­ção na es­ta­tal do se­tor elé­tri­co Fur­nas.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,