Em reu­nião com o pre­si­den­te elei­to Jair Bol­so­na­ro (PSL) e seu fu­tu­ro mi­nis­tro da Eco­no­mia, Pau­lo Gue­des, a cú­pu­la das For­ças Ar­ma­das en­tre­gou uma pro­pos­ta de re­a­jus­te dos sa­lá­ri­os do ge­ne­ra­la­to em re­for­ma da Pre­vi­dên­cia dos mi­li­ta­res. Se­gun­do o jor­nal O Glo­bo, a pro­pos­ta, que ge­ra­ria um efei­to cas­ca­ta nos sa­lá­ri­os dos mi­li­ta­res, foi apre­sen­ta­da es­sa se­ma­na, du­ran­te a pri­mei­ra vi­si­ta de Bol­so­na­ro a Bra­sí­lia des­de que foi elei­to.

Val­ter Campanato/​Agência Bra­sil


Em sua primeira viagem a Brasília desde que foi eleito, Bolsonaro visitou comandantes das Forças Armadas e o Ministério da Defesa

O jor­nal in­for­ma que os mi­li­ta­res apro­va­ri­am mu­dan­ças na Pre­vi­dên­cia dos mi­li­ta­res se o mes­mo pro­je­to trou­xes­se pro­pos­ta de re­a­jus­te nos sa­lá­ri­os dos ge­ne­rais.

A pro­pos­ta apre­sen­ta­da ao pre­si­den­te elei­to e ao fu­tu­ro mi­nis­tro da área econô­mi­ca in­clui au­men­to do tem­po de con­tri­bui­ção de 30 pa­ra 35 anos, ida­de mí­ni­ma de 55 anos pa­ra ho­mens e mu­lhe­res se apo­sen­ta­rem e pa­ga­men­to de con­tri­bui­ção pre­vi­den­ciá­ria por ca­bos, sol­da­dos, pen­si­o­nis­tas e alu­nos das es­co­las de for­ma­ção das for­ças mi­li­ta­res. A con­tra­par­ti­da é que os ge­ne­rais de mais al­ta pa­ten­te te­nham os sa­lá­ri­os equi­pa­ra­dos aos dos mi­nis­tros do Su­pre­mo Tri­bu­nal Mi­li­tar (STM), que é de pou­co mais de R$ 32 mil atu­al­men­te. Ge­ne­rais de al­ta pa­ten­te têm re­mu­ne­ra­ção mé­dia de R$ 26 mil.

Reforma da Previdência

Tra­mi­tan­do há qua­se dois anos na Câ­ma­ra, a re­for­ma da Pre­vi­dên­cia ex­cluiu os mi­li­ta­res das pro­pos­tas de re­vi­são. Des­de que foi apre­sen­ta­da, em de­zem­bro de 2016, o tex­to já pas­sou por di­ver­sas mu­dan­ças na Ca­sa.

A ma­té­ria es­tá pron­ta pa­ra ser ana­li­sa­da no ple­ná­rio da Câ­ma­ra. O re­la­tor da ma­té­ria, de­pu­ta­do Arthur Oli­vei­ra Maia (DEM-​BA), afir­mou na tar­de de ho­je que não foi pro­cu­ra­do pe­la equi­pe de tran­si­ção do go­ver­no elei­to pa­ra dis­cu­tir o te­ma. Ao Con­gres­so em Fo­co, o de­pu­ta­do afir­mou que é a pes­soa “me­nos in­for­ma­da” so­bre ne­go­ci­a­ções da pro­pos­ta que tra­mi­ta na Ca­sa.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,