TSE marca julgamento das contas de campanha de Bolsonaro

segunda-feira, 26 de novembro de 2018 07:54 Notícias

O jul­ga­men­to das con­tas de cam­pa­nha do pre­si­den­te elei­to, Jair Bol­so­na­ro, no ple­ná­rio do Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral (TSE), de­ve ocor­rer no pró­xi­mo dia 4 de de­zem­bro. A apro­va­ção é ne­ces­sá­ria pa­ra que a di­plo­ma­ção de Bol­so­na­ro e do vice-​presidente elei­to, Ha­mil­ton Mou­rão, ocor­ra no dia 10 de de­zem­bro, con­for­me acer­ta­do en­tre o TSE e a co­or­de­na­ção da tran­si­ção de go­ver­no.

Jo­sé Cruz/​Agência Bra­sil


Ministro Luis Roberto Barroso pediu retificação de contas

O re­la­tor do pro­ces­so no TSE, mi­nis­tro Luís Ro­ber­to Bar­ro­so, de­ter­mi­nou que a cam­pa­nha de Bol­so­na­ro apre­sen­tas­se uma pres­ta­ção de con­tas re­ti­fi­ca­do­ra pa­ra es­cla­re­cer in­con­sis­tên­ci­as na do­cu­men­ta­ção en­tre­gue an­te­ri­or­men­te ao tri­bu­nal. A pres­ta­ção re­ti­fi­ca­do­ra e os do­cu­men­tos com­ple­men­ta­res fo­ram pro­to­co­la­dos no TSE na se­ma­na pas­sa­da.

Se­gun­do o TSE, to­dos os can­di­da­tos a pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca en­tre­ga­ram as re­la­ções de re­cei­tas e des­pe­sas de cam­pa­nha den­tro dos pra­zos es­ti­pu­la­dos pe­la le­gis­la­ção elei­to­ral. Po­rém, ba­lan­ço fei­to pe­lo TSE mos­tra que, dos 28.070 can­di­da­tos que con­cor­re­ram em ou­tu­bro, so­men­te 20.546 en­tre­ga­ram à Jus­ti­ça Elei­to­ral as pres­ta­ções de con­tas de cam­pa­nha - 73,2% do to­tal.

Os pra­zos pa­ra apre­sen­tar a mo­vi­men­ta­ção fi­nan­cei­ra da cam­pa­nha, no pri­mei­ro e no se­gun­do tur­nos, já se en­cer­ra­ram, mas ain­da es­tão pen­den­tes 7.524 pres­ta­ções de con­tas. De acor­do com o TSE, a Jus­ti­ça Elei­to­ral vai co­brar a pres­ta­ção de con­tas, dan­do pra­zo de 72 ho­ras pa­ra a apre­sen­ta­ção dos do­cu­men­tos, a par­tir da no­ti­fi­ca­ção.

Dos 203 can­di­da­tos a go­ver­na­dor, 190 en­tre­ga­ram os do­cu­men­tos, o que re­pre­sen­ta 93,6% do to­tal. O ín­di­ce de pres­ta­ção de con­tas en­tre os can­di­da­tos ao Se­na­do é de 88,1% e à Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos, 74%.

En­tre os que con­cor­re­ram a de­pu­ta­do es­ta­du­al, 72% en­tre­ga­ram as con­tas de cam­pa­nha. Es­se ín­di­ce che­gou a 77,7% em re­la­ção aos que dis­pu­ta­ram uma das 24 va­gas de de­pu­ta­do dis­tri­tal.

O TSE jul­ga as con­tas de cam­pa­nha dos pre­si­den­ciá­veis, ca­ben­do aos tri­bu­nais re­gi­o­nais elei­to­rais a aná­li­se da mo­vi­men­ta­ção fi­nan­cei­ra dos can­di­da­tos a go­ver­na­dor, se­na­dor, de­pu­ta­do fe­de­ral, es­ta­du­al e dis­tri­tal.

Se­gun­do o TSE, os can­di­da­tos com pen­dên­ci­as na pres­ta­ção de con­tas não re­ce­bem a cer­ti­dão de qui­ta­ção elei­to­ral en­quan­to per­du­rar a omis­são. Já os par­ti­dos que não pres­ta­rem con­tas po­dem ter sus­pen­sa a co­ta do fun­do par­ti­dá­rio.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

, ,