O Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral (MPF) em Bra­sí­lia pe­diu à Jus­ti­ça Fe­de­ral a con­de­na­ção de Ro­dri­go Ro­cha Lou­res, ex-​assessor de Mi­chel Te­mer (MDB). Ele fi­cou co­nhe­ci­do co­mo “ho­mem da ma­la” ao ser fla­gra­do pe­la Po­lí­cia Fe­de­ral (PF), em ví­deo, cor­ren­do com uma ma­la con­ten­do R$ 500 mil.

EBC


Rocha Loures foi flagrado pela PF correndo com uma mala de dinheiro em São Paulo

Se­gun­do o por­tal G1, o MP pe­de a con­de­na­ção de Lou­res, apon­tan­do que o ex-​assessor e ex-​deputado “agiu com von­ta­de li­vre e cons­ci­en­te” ao re­ce­ber van­ta­gem in­de­vi­da pa­ra Te­mer. Ro­cha Lou­res é réu por cor­rup­ção pas­si­va des­de de­zem­bro de 2017. Ele foi fla­gra­do, em maio da­que­le ano, car­re­gan­do uma ma­la com R$ 500 mil em es­pé­cie. A ação foi co­or­de­na­da na in­ves­ti­ga­ção a par­tir da de­la­ção pre­mi­a­da dos exe­cu­ti­vos da J&F, con­tro­la­do­ra da JBS. Lou­res che­gou a ser pre­so em 2017.

Te­mer era in­ves­ti­ga­do no mes­mo ca­so, mas a ação foi des­mem­bra­da. Co­mo pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, Te­mer ti­nha fo­ro pri­vi­le­gi­a­do e a con­ti­nui­da­de do pro­ces­so de­pen­dia da apro­va­ção da Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos, que bar­rou as du­as de­nún­ci­as con­tra Te­mer.

O pro­ces­so fi­ca­ria ar­qui­va­do até o fim do man­da­to de Te­mer e de­ve ser en­vi­a­do à pri­mei­ra ins­tân­cia após o re­ces­so do Ju­di­ciá­rio.

Leia a ín­te­gra da re­por­ta­gem do G1.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,