Em ví­deo que cir­cu­la pe­la in­ter­net, o ex-​assessor do se­na­dor elei­to Flá­vio Bol­so­na­ro (PSL) apa­re­ce dan­çan­do no hos­pi­tal, em meio a gar­ga­lha­das, ao la­do de uma fi­lha e da mu­lher. “Ago­ra é ví­deo, pai!”, diz a jo­vem. “Pe­ga teu ami­go, pe­ga teu ami­go!”, pros­se­gue. No iní­cio, ele re­pe­te o si­nal com o po­le­gar e o in­di­ca­dor fei­to pe­lo pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro em re­fe­rên­cia a uma ar­ma.

Reprodução/​Youtube

Queiroz atribuiu suas faltas a problemas de saúde e alega que não há nada de irregular nas movimentações financeiras consideradas atípicas pelo Coaf

Quei­roz, su­as du­as fi­lhas e a es­po­sa fal­ta­ram aos de­poi­men­tos mar­ca­dos pe­lo Mi­nis­té­rio Pú­bli­co do Rio de Ja­nei­ro pa­ra es­cla­re­cer a mo­vi­men­ta­ção fi­nan­cei­ra de R$ 1,2 mi­lhão no pe­río­do de um ano, con­si­de­ra­da atí­pi­ca pe­lo Con­se­lho de Con­tro­le de Ati­vi­da­des Fi­nan­cei­ras (Co­af). As fal­tas fo­ram atri­buí­das aos pro­ble­mas de saú­de de­le.

As ima­gens do ví­deo em na­da lem­bram a fo­to di­vul­ga­da por Quei­roz es­ta se­ma­na, em que ele apa­re­ce pros­tra­do na ca­ma no Hos­pi­tal Al­bert Eins­tein, em São Pau­lo, um dos mais ca­ros do país.

Se­gun­do ele, seus pro­ble­mas de saú­de es­tão re­la­ci­o­na­dos à ex­po­si­ção de seu no­me na mí­dia. Ale­gan­do for­tes do­res, Quei­roz fal­tou du­as ve­zes a de­poi­men­tos mar­ca­dos pe­lo Mi­nis­té­rio Pú­bli­co do Rio de Ja­nei­ro. O ex-​assessor par­la­men­tar foi sub­me­ti­do a uma ci­rur­gia pa­ra re­ti­ra­da de um tu­mor ma­lig­no no in­tes­ti­no e fi­cou in­ter­na­do de 30 de de­zem­bro a 8 de ja­nei­ro. Ele con­tou que fa­rá ses­sões de qui­mi­o­te­ra­pia, que po­de­rão du­rar de três a seis me­ses.

Na úl­ti­ma quin­ta, Flá­vio Bol­so­na­ro tam­bém fal­tou a de­poi­men­to mar­ca­do pe­los pro­cu­ra­do­res. Mas con­ce­deu no mes­mo dia en­tre­vis­ta so­bre o as­sun­to ao SBT. “Eu não sei o que as pes­so­as do meu ga­bi­ne­te fa­zem da por­ta pa­ra fo­ra, nem ele, nem de nin­guém”, de­cla­rou ao SBT. De acor­do com ele, o ca­so tem si­do ex­plo­ra­do pa­ra “atin­gir o no­me Bol­so­na­ro” e ten­tar de­ses­ta­bi­li­zar o go­ver­no do pai.

Em no­ta di­vul­ga­da na ter­ça (8), MP-​RJ diz que tem ele­men­tos pa­ra pros­se­guir com as in­ves­ti­ga­ções mes­mo sem ou­vir a fa­mí­lia Quei­roz e in­di­cou que pe­di­rá a que­bra dos si­gi­los ban­cá­rio e fis­cal do ex-​policial mi­li­tar que tra­ba­lhou no ga­bi­ne­te do fi­lho do pre­si­den­te na As­sem­bleia Le­gis­la­ti­va do Rio de Ja­nei­ro.

A mu­lher de Quei­roz, Már­cia de Agui­ar, e su­as fi­lhas Nathá­lia e Evelyn fal­ta­ram ao de­poi­men­to que es­ta­va mar­ca­do pa­ra o iní­cio da se­ma­na, o que pro­vo­cou a re­a­ção dos pro­cu­ra­do­res.

“Va­le des­ta­car que a pro­va do­cu­men­tal en­ca­mi­nha­da pe­lo Co­af (Con­se­lho de Con­tro­le de Ati­vi­da­des Fi­nan­cei­ras) ao MP-​RJ tem in­for­ma­ções que per­mi­tem o pros­se­gui­men­to das in­ves­ti­ga­ções, com a re­a­li­za­ção de ou­tras di­li­gên­ci­as de na­tu­re­za si­gi­lo­sa, in­clu­si­ve a que­bra dos si­gi­los ban­cá­rio e fis­cal”, des­ta­cou o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co. “O di­rei­to cons­ti­tu­ci­o­nal à am­pla de­fe­sa tam­bém po­de­rá ser exer­ci­do em juí­zo, ca­so ne­ces­sá­rio”, acres­cen­tou o co­mu­ni­ca­do.

Mensalinho

Os da­dos de Quei­roz fo­ram in­cluí­dos em in­ves­ti­ga­ção do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral que cul­mi­nou na ope­ra­ção Fur­na da On­ça, de­fla­gra­da no mês pas­sa­do. A ação pren­deu dez de­pu­ta­dos es­ta­du­ais do Rio de Ja­nei­ro. Os po­lí­ti­cos são sus­pei­tos de en­vol­vi­men­to no cha­ma­do “men­sa­li­nho” da Alerj.

Flá­vio Bol­so­na­ro e Fa­brí­cio não fo­ram al­vo da ope­ra­ção. Po­rém, o ex-​assessor de Bol­so­na­ro é ci­ta­do em le­van­ta­men­to fei­to pe­lo Co­af a pe­di­do do MPF de mo­vi­men­ta­ções fi­nan­cei­ras sus­pei­tas en­vol­ven­do fun­ci­o­ná­ri­os e ex-​servidores da as­sem­bleia. O fi­lho do pre­si­den­te não es­tá en­tre os in­ves­ti­ga­dos até o mo­men­to.

Homem de negócios

Se­gun­do o re­la­tó­rio do Co­af, de R$ 1,2 mi­lhão; R$ 320 mil fo­ram em sa­ques, sen­do que R$ 159 mil sa­ca­dos em agên­cia no pró­prio pré­dio do le­gis­la­ti­vo es­ta­du­al. Foi iden­ti­fi­ca­do um re­pas­se de R$ 24 mil pa­ra a primeira-​dama, Mi­chel­le Bol­so­na­ro. De acor­do com o pre­si­den­te, o di­nhei­ro faz par­te de um em­prés­ti­mo no va­lor de R$ 40 mil fei­to por ele a Fa­brí­cio, que é seu ami­go.

O ex-​assessor dis­se, em en­tre­vis­ta ao SBT, que é um ho­mem de ne­gó­ci­os e que tra­ba­lha com a com­pra e ven­da de veí­cu­los. Ele ne­gou ha­ver qual­quer ir­re­gu­la­ri­da­de nas tran­sa­ções fi­nan­cei­ras. Os in­ves­ti­ga­do­res es­tra­nha­ram o fa­to de par­te do sa­lá­rio de fun­ci­o­ná­ri­os do ga­bi­ne­te de Flá­vio ter si­do de­po­si­ta­da na con­ta de Quei­roz lo­go após o pa­ga­men­to da as­sem­bleia.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,