Um acor­do pré­vio de se­na­do­res le­vou ao anún­cio, após reu­nião de lí­de­res en­cer­ra­da há pou­co, so­bre quais par­ti­dos co­man­da­rão as 13 co­mis­sões te­má­ti­cas per­ma­nen­tes do Se­na­do pe­los pró­xi­mos dois anos (ve­ja a lis­ta abai­xo). Ao fi­nal do en­con­tro, o pre­si­den­te da Ca­sa, Da­vi Al­co­lum­bre (DEM-​AP), con­fir­mou o que já es­ta­va pré-​determinado em ou­tras reu­niões: o MDB, par­ti­do com mais re­pre­sen­tan­tes (13), fi­ca­ria com dois dos prin­ci­pais co­le­gi­a­dos: a Co­mis­são de Cons­ti­tui­ção e Jus­ti­ça (MDB), a mais im­por­tan­te, e a Co­mis­são Mis­ta de Or­ça­men­to (CMO), tam­bém uma das mais co­bi­ça­das – nes­te ca­so, uma co­mis­são do Con­gres­so, com de­pu­ta­dos e se­na­do­res em sua com­po­si­ção.

Mar­cos Brandão/​Senado Fe­de­ral


Entre Major Olímpio (à esq.) e Rodrigo Pacheco, presidente do Senado anuncia acordo para a composição das comissões

Cha­mou a aten­ção, na no­va con­fi­gu­ra­ção dos co­le­gi­a­dos, a con­ces­são de ape­nas um pos­to de co­man­do ao PT, par­ti­do que até o im­pe­a­ch­ment de Dil­ma Rous­s­seff es­te­ve à fren­te de di­ver­sos des­ses nú­cle­os de po­der. Ago­ra, além de man­ter a Co­mis­são de Di­rei­tos Hu­ma­nos (CDH), o par­ti­do fi­cou fo­ra dos ti­tu­la­res da Me­sa Di­re­to­ra e ga­nhou ape­nas a inex­pres­si­va 3º su­plên­cia de se­cre­ta­ria, com Ja­ques Wag­ner (PT-​BA).

Ago­ra, ca­be­rá aos lí­de­res par­ti­dá­ri­os a in­di­ca­ção dos res­pec­ti­vos pre­si­den­tes dos co­le­gi­a­dos, o que de­ve ser fei­to nes­ta quarta-​feira (12) de­pois de reu­niões nas ban­ca­das. Al­guns no­mes já são da­dos co­mo cer­tos pa­ra al­guns co­le­gi­a­dos. Por exem­plo, o da se­na­do­ra Si­mo­ne Te­bet (MDB-​MS) co­mo pre­si­den­te da CCJ, com as ben­çãos de Al­co­lum­bre, ela que foi figura-​chave na der­ro­ta do
cor­re­li­gi­o­ná­rio Re­nan Ca­lhei­ros (MDB-​AL) na dis­pu­ta pe­lo co­man­do do Se­na­do.

Tam­bém é pon­to pa­cí­fi­co a in­di­ca­ção de Omar Aziz (PSD-​AM) pa­ra a Co­mis­são de As­sun­tos Econô­mi­cos (CAE), ou­tro dos co­le­gi­a­dos mais dis­pu­ta­dos da Ca­sa. E, além da CCJ com uma Si­mo­ne Te­bet ca­da vez mais in­de­pen­den­te (mes­mo que não ad­mi­ta, ela co­gi­ta dei­xar o par­ti­do), o MDB de­ve co­man­dar a Co­mis­são Mis­ta de Or­ça­men­to (CMO), ou­tro va­li­o­so nú­cleo de po­der do Con­gres­so, res­pon­sá­vel pe­la or­de­na­men­to e dis­tri­bui­ção de re­cur­sos da União. O no­me da vez pa­ra a CMO é o do se­na­dor Mar­ce­lo Cas­tro (PI).

Hou­ve uma ino­va­ção na de­fi­ni­ção dos co­man­dos de co­mis­são nes­ta le­gis­la­tu­ra (2019-​2023). Se­gun­do o acor­do de lí­de­res, a úni­ca co­mis­são que res­pei­tou o cri­té­rio da pro­por­ci­o­na­li­da­de, que dá pri­o­ri­da­de de es­co­lha a par­ti­dos com mais re­pre­sen­tan­tes elei­tos, foi a CMO, co­mis­são res­pon­sá­vel pe­la dis­tri­bui­ção do bi­li­o­ná­rio or­ça­men­to da União. Nas de­mais, pe­sou a in­fluên­cia do mi­nis­tro da Ca­sa Ci­vil, Onyx Lo­ren­zo­ni, ar­tí­fi­ce da vi­tó­ria de Al­co­lum­bre, e a no­va con­fi­gu­ra­ção de ali­a­dos go­ver­nis­tas na es­tei­ra dos “no­vos ares” do Se­na­do, em que pe­sem a au­sên­cia de ca­ci­ques do MDB dos pos­tos de co­man­do, a exem­plo do pró­prio Re­nan e de fi­gu­ras co­mo Ja­der Bar­ba­lho (MDB-​PA).

Veja como ficou a distribuição de partidos por comissão:

- Co­mis­são de Cons­ti­tui­ção e Jus­ti­ça: MDB
- Co­mis­são de Edu­ca­ção: MDB
- Co­mis­são de As­sun­tos Econô­mi­cos: PSD
- Co­mis­são de As­sun­tos Ex­te­ri­o­res: PSD
- Co­mis­são de As­sun­tos So­ci­ais: Po­de­mos
- Co­mis­são de In­fra­es­tru­tu­ra: DEM
- Co­mis­são de Di­rei­tos Hu­ma­nos e Le­gis­la­ção Par­ti­ci­pa­ti­va: PT
- Co­mis­são de Ci­ên­cia e Tec­no­lo­gia: PP
- Co­mis­são de De­sen­vol­vi­men­to Re­gi­o­nal: PSDB
- Co­mis­são de Fis­ca­li­za­ção e Con­tro­le: PSDB
- Co­mis­são de Meio Am­bi­en­te: Re­de
- Co­mis­são de Agri­cul­tu­ra: PSL
- Co­mis­são do Se­na­do do Fu­tu­ro: PRB e PSC (re­ve­za­men­to dos par­ti­dos en­tre pre­si­dên­cia e vi­ce)

Mis­ta (de­pu­ta­dos e se­na­do­res):

- Co­mis­são Mis­ta de Or­ça­men­to: MDB

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,