A li­de­ran­ça do Psol na Câ­ma­ra pro­to­co­lou nes­ta quarta-​feira (13) um re­que­ri­men­to de con­vo­ca­ção pa­ra que o mi­nis­tro Gus­ta­vo Be­bi­an­no (Secretaria-​Geral da Pre­si­dên­cia) fa­le em ple­ná­rio so­bre a sus­pei­ta de frau­de elei­to­ral, no plei­to de 2018, na dis­tri­bui­ção do fun­do par­ti­dá­rio do PSL. Se­gun­do re­por­ta­gem do jor­nal Fo­lha de S.Paulo, re­pro­du­zi­da por es­te si­te no úl­ti­mo sá­ba­do (9), o par­ti­do cri­ou uma “can­di­da­ta la­ran­ja” pa­ra usar R$ 400 mil de ver­ba pú­bli­ca no ano pas­sa­do, quan­do Be­bi­an­no foi o pre­si­den­te in­te­ri­no do PSL.

Reprodução/​Facebook


Ivan Valente foi à tribuna para exigir explicações de Bebianno sobre "laranjal do PSL"

O Psol men­ci­o­na a ma­té­ria da Fo­lha no pe­di­do de con­vo­ca­ção. Lí­der do par­ti­do na Câ­ma­ra, Ivan Va­len­te fa­lou so­bre a ini­ci­a­ti­va ao Con­gres­so em Fo­co e ava­li­ou a si­tu­a­ção do mi­nis­tro é com­pli­ca­da. “O pró­prio Bol­so­na­ro e o fi­lho de­le es­tão acu­san­do is­so [a gra­vi­da­de da si­tu­a­ção]. Car­los Bol­so­na­ro aca­ba de pu­bli­car áu­dio em que o Bol­so­na­ro não quer aten­der o Beb­bi­a­no. Eles es­tão apa­vo­ra­dos com a evo­lu­ção dos fa­tos, por­que o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral, a Po­lí­cia Ci­vil e o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co es­ta­du­al de Per­nam­bu­co con­vo­ca­ram la­ran­jas pa­ra de­por. Co­lo­ca­ram o mi­nis­tro nu­ma si­tu­a­ção di­fí­cil”, dis­se o de­pu­ta­do.

Ivan Va­len­te se re­fe­re à pos­ta­gem em que Car­los Bol­so­na­ro es­cre­veu, no Twit­ter, que Be­bi­an­no não con­ver­sou com o pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro, des­men­tin­do o au­xi­li­ar do pai. De­pu­ta­do fe­de­ral elei­to em 2018, o mi­nis­tro ha­via ne­ga­do, em en­tre­vis­ta ao jor­nal O Glo­bo, que te­nha pro­ta­go­ni­za­do cri­se no Pa­lá­cio do Pla­nal­to em de­cor­rên­cia da re­por­ta­gem da Fo­lha.

“Não exis­te cri­se ne­nhu­ma. Só ho­je fa­lei três ve­zes com o pre­si­den­te”, dis­se Be­bi­an­no ao jor­nal flu­mi­nen­se, acres­cen­tan­do que a su­pos­ta con­ver­sa foi por meio de men­sa­gens de What­sApp.

“On­tem es­ti­ve 24h do dia ao la­do do meu pai e afir­mo: ‘É uma men­ti­ra ab­so­lu­ta de Gus­ta­vo Beb­bi­a­no que on­tem te­ria fa­la­do 3 ve­zes com Jair Bol­so­na­ro pa­ra tra­tar do as­sun­to ci­ta­do pe­lo Glo­bo e re­trans­mi­ti­do pe­lo [si­te] An­ta­go­nis­ta’ ”, de­cla­rou Car­los por meio do Tw­tit­ter. Ins­tan­tes de­pois, na mes­ma re­de so­ci­al, Car­los Bol­so­na­ro pos­tou ou­tro con­teú­do (ve­ja abai­xo) com um áu­dio en­ca­mi­nha­do por Bol­so­na­ro a Be­bi­an­no (ve­ja abai­xo).

“Gus­ta­vo, es­tá com­pli­ca­do eu con­ver­sar ain­da. En­tão não vou fa­lar. Não vou fa­lar com nin­guém, a não ser es­tri­ta­men­te o es­sen­ci­al. Es­tou em fa­se fi­nal de exa­mes pa­ra pos­sí­vel bai­xa ho­je, tá ok? Boa sor­te aí”, afir­ma Bol­so­na­ro no áu­dio.

Pa­ra Ivan Va­len­te, Be­bi­an­no não tem pro­ble­mas ape­nas com Car­los Bol­so­na­ro e o pai, mas tam­bém com o pre­si­den­te na­ci­o­nal do PSL, Lu­ci­a­no Bi­var (PE), que tam­bém se ele­geu de­pu­ta­do e, na pri­mei­ra ses­são ple­ná­ria do ano, foi al­ça­do à ca­dei­ra de 2º vice-​presidente da Câ­ma­ra. A re­la­ção na cú­pu­la do par­ti­do já não era boa du­ran­te a cam­pa­nha pre­si­den­ci­al, co­mo a im­pren­sa no­ti­ci­ou far­ta­men­te à épo­ca.

“Há uma cri­se en­tre ele e o Lu­ci­a­no Bi­var pe­la au­to­ria, di­ga­mos as­sim, da pri­mei­ra ‘la­ran­ja­da’ lá em Per­nam­bu­co. E ago­ra… ele é proi­bi­do de vi­a­jar pe­lo Bol­so­na­ro. E tem que pres­tar con­tas mes­mo co­mo pre­si­den­te do par­ti­do. Ele es­tá cau­san­do enor­me des­gas­te, aqui [Con­gres­so] pa­ra o pre­si­den­te. Es­se é o ter­cei­ro ca­so, de­nun­ci­a­do em me­nos de um mês, de uti­li­za­ção de re­cur­sos pú­bli­cos pa­ra can­di­da­tu­ra, ou pa­ra ga­bi­ne­tes, ou com la­ran­jas. In­clu­si­ve en­vol­ven­do o pró­prio pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca”, acres­cen­tou Ivan.

O de­pu­ta­do se re­fe­re à fun­ci­o­ná­ria que Bol­so­na­ro man­te­ve em­pre­ga­da em seu ga­bi­ne­te de de­pu­ta­do en­quan­to ela mo­ra­va e tra­ba­lha­va no Rio de Ja­nei­ro. Pre­pa­ra­do­ra fí­si­ca, Na­tá­lia Quei­roz é fi­lha de Fa­brí­cio Quei­roz, o ex-​policial mi­li­tar que mo­vi­men­tou, ati­pi­ca­men­te, R$ 1,2 mi­lhões por meio do ga­bi­ne­te de ou­tro fi­lho do pre­si­den­te, o se­na­dor Flá­vio Bol­so­na­ro (PSL-​RJ), que pas­sou a ser al­vo do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co do Rio de Ja­nei­ro.

Mas a ida de Be­bi­an­no à Câ­ma­ra não se­rá tão fá­cil, ad­mi­te Ivan Va­len­te. Pa­ra que a ses­são ple­ná­ria co­mo mi­nis­tro se­ja re­a­li­za­da, o pre­si­den­te da Câ­ma­ra, Ro­dri­go Maia (DEM-​RJ), pre­ci­sa pau­tar o Re­que­ri­men­to e ele de­ve ser apro­va­do por mai­o­ria sim­ples dos de­pu­ta­dos (257 vo­tos).

“Cer­ta­men­te eles vão co­lo­car uma re­sis­tên­cia aqui na Câ­ma­ra. O Bol­so­na­ro, aliás, já es­tá ata­can­do o Psol no Twit­ter. Um pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca… Em vez de o ca­ra fa­lar so­bre a si­tu­a­ção do Bra­sil, so­bre as me­di­das de seu go­ver­no, ele vai se pre­o­cu­par em ten­tar as­so­ci­ar o Psol a um ato in­sa­no de uma fi­gu­ra que lhe deu uma fa­ca­da. E que, co­mo a Po­lí­cia Fe­de­ral já pro­vou, agiu so­zi­nho. Um su­jei­to com trans­tor­no men­tal”, acres­cen­tou o de­pu­ta­do.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,