Au­men­tou a re­jei­ção ao go­ver­no Jair Bol­so­na­ro, ao mes­mo tem­po em que caiu a apro­va­ção. São da­dos apon­ta­dos pe­la pes­qui­sa XP/​Ipes­pe, di­vul­ga­da nes­ta segunda-​feira (18).

Mar­ce­lo Camargo/​Agência Bra­sil


Pesquisa mostra que vídeo obsceno postado pelo presidente em suas redes sociais para criticar o Carnaval não foi bem recebido pela população

De acor­do com o le­van­ta­men­to, 24% dos mil en­tre­vis­ta­dos con­si­de­ram a ges­tão do pre­si­den­te co­mo ruim ou pés­si­ma, per­cen­tu­al que, em fe­ve­rei­ro, era de 17% e, em ja­nei­ro, 20%. Por ou­tro la­do, 37% ava­li­am o go­ver­no co­mo óti­mo e bom, quan­do nos dois me­ses an­te­ri­o­res es­sa clas­si­fi­ca­ção era de 40%. Há ain­da 32% que jul­gam co­mo re­gu­lar.

O ní­vel de “óti­mo” e “bom” atri­buí­do à ges­tão Bol­so­na­ro em mar­ço é mais bai­xo que o re­gis­tra­do por ou­tras pes­qui­sas du­ran­te, por exem­plo, a pri­mei­ra ges­tão da pe­tis­ta Dil­ma Rous­seff.

Em ja­nei­ro, 63% dos en­tre­vis­ta­dos es­pe­ra­vam que Bol­so­na­ro fa­ria uma ges­tão óti­ma ou boa. O per­cen­tu­al caiu pa­ra 60% em fe­ve­rei­ro e ago­ra es­tá em 54%. Já o gru­po dos que es­pe­ram um man­da­to ruim ou pés­si­mo pas­sou dos 15% re­gis­tra­dos em ja­nei­ro e fe­ve­rei­ro pa­ra 20% ago­ra, nes­te mês.

O nú­me­ro de pes­so­as que acha o no­ti­ciá­rio que en­vol­ve o go­ver­no e o pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro mais des­fa­vo­rá­veis à ges­tão é de 43%. Em fe­ve­rei­ro es­se per­cen­tu­al es­ta­va em 24%.

Por ou­tro la­do, caiu o nú­me­ro de quem acre­di­ta que as no­tí­ci­as vei­cu­la­das re­cen­te­men­te em te­le­vi­são, jor­nais, rá­di­os e na in­ter­net se­jam mais fa­vo­rá­veis ao go­ver­no. Pas­sou de 34% pa­ra 21%.

Inadequado nas redes

O le­van­ta­men­to ques­ti­o­nou os en­tre­vis­ta­dos so­bre a po­lê­mi­ca pos­ta­gem fei­ta pe­lo pre­si­den­te em su­as re­des so­ci­ais, na qual ele di­vul­gou um ví­deo obs­ce­no pa­ra cri­ti­car o Car­na­val. De acor­do com a pes­qui­sa, 72% to­ma­ram co­nhe­ci­men­to da pu­bli­ca­ção. Des­ses, 59% con­si­de­ra­ram o con­teú­do ina­de­qua­do, 27% clas­si­fi­ca­ram a pos­ta­gem co­mo ina­de­qua­da e 3% se dis­se­ram in­di­fe­ren­tes.

Pre­vi­dên­cia

No ques­ti­o­ná­rio ha­via ain­da per­gun­tas so­bre re­for­ma da Pre­vi­dên­cia. Pa­ra 64% dos en­tre­vis­ta­dos, a me­di­da é ne­ces­sá­ria, mes­mo re­sul­ta­do do mês an­te­ri­or. O per­cen­tu­al de pes­so­as con­trá­ri­as é de 31%, um au­men­to de 2% em re­la­ção a fe­ve­rei­ro.

Metodologia

A pes­qui­sa XP/​Ipespe foi fei­ta por te­le­fo­ne en­tre os di­as 11 e 13 de mar­ço. E ou­viu mil en­tre­vis­ta­dos em to­das as re­giões do país. O ní­vel de con­fi­an­ça é de 95,45%.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,