O pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro pu­bli­cou nes­ta quinta-​feira (13) um pe­di­do pú­bli­co de des­cul­pas à de­pu­ta­da Ma­ria do Ro­sá­rio (PT-​RS). Bol­so­na­ro usou sua con­ta no Twit­ter pa­ra cum­prir uma or­dem ju­di­ci­al por ter di­to, em 2014, na tri­bu­na da Câ­ma­ra, que não es­tu­pra­ria a en­tão co­le­ga por­que ela “não me­re­cia” por ser “mui­to feia”.

Agên­cia Brasil


Bolsonaro em um dos momentos de enfrentamento com a deputada Maria do Rosário na Câmara

No úl­ti­mo dia 23, a juí­za Ta­ti­a­na Me­di­na, da 18ª Va­ra Cí­vel de Bra­sí­lia, deu pra­zo de 15 di­as úteis pa­ra que o pre­si­den­te pu­bli­cas­se uma no­ta de re­tra­ta­ção e pa­gas­se uma in­de­ni­za­ção de R$ 10 mil por da­nos mo­rais, sob pe­na de mul­ta diá­ria. O Pla­nal­to não con­fir­mou se o pa­ga­men­to foi efetuado.

No co­mu­ni­ca­do, Bol­so­na­ro re­pe­tiu seu dis­cur­so de de­fe­sa, ale­gan­do que não quis ofen­der a de­pu­ta­da, mas de­cla­rar apoio às mu­lhe­res que são ví­ti­mas de es­tu­pro. Ele res­sal­tou que ce­deu a pa­la­vra à sua es­po­sa, Mi­chel­le, an­tes de dis­cur­sar pa­ra a po­pu­la­ção lo­go após ser em­pos­sa­do pe­lo Congresso.

Veja a nota:

Reprodução/​Twitter

Fon­te: Con­gres­so em Foco

,