O ple­ná­rio do Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF) vol­tou a jul­gar na tar­de des­ta quinta-​feira (26) o ha­be­as cor­pus que po­de le­var à anu­la­ção de até 32 con­de­na­ções da ope­ra­ção La­va Ja­to. O pe­di­do foi apre­sen­ta­do pe­la de­fe­sa do ex-​gerente da Pe­tro­bras Mar­cio de Al­mei­da Fer­rei­ra. Com mai­o­ria for­ma­da, os mi­nis­tros de­ci­di­ram por apro­var o ha­be­as cor­pus, mas a abran­gên­cia des­ta con­ces­são se­rá de­fi­ni­da na pró­xi­ma quarta-​feira (2).

Mar­ce­lo Camargo/​Agência Bra­sil


Lula está preso desde 7 de abril de 2018, em Curitiba

O ex-​presidente Lu­la po­de ser um dos be­ne­fi­ci­a­dos da ação. O pro­ces­so em ques­tão é o do sí­tio de Ati­baia, no qual ele foi con­de­na­do a 12 anos e 11 me­ses de pri­são. A de­fe­sa de Mar­cio ale­ga que o réu te­ria o di­rei­to de se ma­ni­fes­tar na ação pe­nal após as ale­ga­ções dos de­la­to­res acu­sa­dos no pro­ces­so. Se os mi­nis­tros en­ten­de­rem co­mo cor­re­ta es­ta in­ter­pre­ta­ção, to­dos os pro­ces­sos com de­la­to­res em que o pra­zo for o mes­mo pa­ra a ale­ga­ção fi­nal po­dem ter su­as con­de­na­ções anu­la­das.

Exis­te ain­da a pos­si­bi­li­da­de dos mi­nis­tros só anu­la­rem as con­de­na­ções dos réus em ca­sos em que o ad­vo­ga­do, des­de a pri­mei­ra ins­tân­cia, te­nha ar­gu­men­ta­do que de­se­ja­va en­tre­gar as ale­ga­ções fi­nais após os de­la­to­res.

Ou­tro ce­ná­rio pos­sí­vel é o ar­gu­men­to de­fen­di­do por Ed­son Fa­chin, re­la­tor da La­va Ja­to, que afir­ma que só de­vem ter as con­de­na­ções anu­la­das os réus que de­mons­tra­rem pre­juí­zo con­cre­to ao di­rei­to de de­fe­sa por cau­sa da or­dem de en­tre­ga das ale­ga­ções fi­nais.

Ca­sos em que na ale­ga­ção fi­nal o de­la­tor apre­sen­tou fa­tos ou do­cu­men­tos no­vos se­ria um quar­to ce­ná­rio de anu­la­ção de sen­ten­ça que po­de ser de­fi­ni­do pe­lo STF.

O mi­nis­tro Ed­son Fa­chin foi o úni­co a vo­tar na quarta-​feira (25). Ele de­cla­rou que a ale­ga­ção fi­nal dos de­la­to­res não trou­xe ne­nhum fa­to no­vo ao pro­ces­so. Com ba­se nis­so, o mi­nis­tro dis­se não ter fi­ca­do con­ven­ci­do do ar­gu­men­to da de­fe­sa e vo­tou con­trá­rio a con­ces­são a anu­la­ção da sen­ten­ça. O mi­nis­tro Luiz Ro­ber­to Bar­ro­so e Luiz Fux tam­bém vo­ta­ram con­trá­rio ao ha­be­as cor­pus. Já Ale­xan­dre de Mo­ra­es, Cel­so de Mel­lo, Gil­mar Men­des e Ro­sa We­ber vo­ta­ram fa­vo­rá­veis. No vo­to de Car­men Lú­cia hou­ve uma con­fu­são de in­ter­pre­ta­ção. Is­so se deu por­que ela vo­tou a fa­vor da te­se, mas con­tra o HC em pau­ta.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,