O pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro de­ter­mi­nou ur­gên­cia nas in­ves­ti­ga­ções so­bre o va­za­men­to de óleo que há mais de um mês atin­ge as prai­as da re­gião Nor­des­te. Em des­pa­cho pu­bli­ca­do nes­te sá­ba­do (5) em edi­ção ex­tra­or­di­ná­ria do Diá­rio Ofi­ci­al da União, o pre­si­den­te pe­de que três de seus mi­nis­té­ri­os vol­tem os olhos pa­ra o pro­ble­ma, a fim de iden­ti­fi­car as cau­sas e os res­pon­sá­veis pe­las man­chas de óleo, que têm po­luí­do e pro­vo­ca­do a mor­te de ani­mais em to­do o li­to­ral nor­des­ti­no. Se­gun­do o Iba­ma, mais de 128 lo­ca­li­da­des de 61 mu­ni­cí­pi­os já fo­ram afe­ta­das.

Re­pro­du­ção


Manchas de óleo têm sido vistas em todo o litoral nordestino. Na foto, exemplo de contaminação em Sergipe

“De­ter­mi­no ao Mi­nis­té­rio da Jus­ti­ça e Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca, por in­ter­mé­dio da Po­lí­cia Fe­de­ral, ao Mi­nis­té­rio da De­fe­sa, por in­ter­mé­dio do Co­man­do da Ma­ri­nha, sem pre­juí­zo de ações co­or­de­na­das com o Co­man­do do Exér­ci­to e com o Co­man­do da Ae­ro­náu­ti­ca, e ao Mi­nis­té­rio do Meio Am­bi­en­te, por in­ter­mé­dio do Ins­ti­tu­to Bra­si­lei­ro do Meio Am­bi­en­te e dos Re­cur­sos Na­tu­rais Re­no­vá­veis - Iba­ma e do Ins­ti­tu­to Chi­co Men­des de Con­ser­va­ção da Bi­o­di­ver­si­da­de, ca­da ór­gão no âm­bi­to de su­as res­pec­ti­vas com­pe­tên­ci­as, in­ves­ti­guem as cau­sas e apu­rem as res­pon­sa­bi­li­da­des so­bre as man­chas de óleo que atin­gi­ram o li­to­ral do nor­des­te bra­si­lei­ro nos úl­ti­mos di­as”, diz o des­pa­cho do pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, que foi pu­bli­ca­do pe­lo mi­nis­tro do Meio Am­bi­en­te, Ri­car­do Sal­les, nas re­des so­ci­ais.

Bol­so­na­ro ain­da de­ter­mi­nou que es­ses ór­gãos apre­sen­tem no pra­zo de 48 ho­ras um ba­lan­ço dos da­dos co­le­ta­dos e das pro­vi­dên­ci­as ado­ta­das em re­la­ção ao pro­ble­ma. Por is­so, o mi­nis­tro Ri­car­do Sal­les já agen­dou uma ida a Ser­gi­pe, on­de as man­chas de óleo têm se con­cen­tra­do nos úl­ti­mos di­as, na pró­xi­ma segunda-​feira (7).

No Twit­ter, Sal­les in­for­mou que vai fa­zer uma vis­to­ria in lo­co na re­gião ao la­do do go­ver­na­dor de Ser­gi­pe, Be­li­val­do Cha­gas. O mi­nis­tro ain­da com­par­ti­lhou uma fo­to que mos­tra a den­si­da­de do óleo que tem con­ta­mi­na­do as prai­as pró­xi­mas a Ara­ca­ju. Ve­ja:

O se­na­dor Ales­san­dro Vi­ei­ra (Cidadania-​SE) avi­sou que tam­bém vai se reu­nir com o mi­nis­tro Sal­les na segunda-​feira. An­tes des­se des­pa­cho de Bol­so­na­ro, ele já ha­via pe­di­do apoio do go­ver­no fe­de­ral pa­ra tra­tar do pro­ble­ma que, só em Ser­gi­pe, atin­ge mais de 40 quilô­me­tros de praia. A ideia de Ales­san­dro é pro­mo­ver uma ação co­or­de­na­da en­tre o go­ver­no fe­de­ral e o go­ver­no es­ta­du­al na bus­ca das cau­sas do aci­den­te am­bi­en­tal. O se­na­dor ain­da pe­diu li­be­ra­ção de seguro-​defeso emer­gen­ci­al pa­ra os pes­ca­do­res que têm si­do im­pe­di­dos de tra­ba­lhar de­vi­do ao óleo e su­por­te da Pe­tro­bras pa­ra a lim­pe­za do li­to­ral. O Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral tam­bém foi aci­o­na­do pa­ra to­mar as de­vi­das pro­vi­dên­ci­as le­gais so­bre o as­sun­to. Ve­ja o ví­deo que o se­na­dor com­par­ti­lhou nas re­des so­ci­ais mos­tran­do o óleo que atin­ge as prai­as de Ser­gi­pe:

Na se­ma­na pas­sa­da, os de­pu­ta­dos Ro­dri­go Agos­ti­nho (PSB-​SP), Tú­lio Ga­dê­lha (PDT-​PE) e Cé­lio Stu­dart (PV-​CE) tam­bém apre­sen­ta­ram re­que­ri­men­tos pe­din­do in­for­ma­ções aos mi­nis­té­ri­os do Meio Am­bi­en­te e da De­fe­sa a res­pei­to das man­chas de pe­tró­leo cru en­con­tra­das na cos­ta li­to­râ­nea do Nor­des­te. Já o de­pu­ta­do Da­ni­el Co­e­lho (Rede-​PE) pe­diu uma au­di­ên­cia pú­bli­ca pa­ra tra­tar do as­sun­to na Co­mis­são de Meio Am­bi­en­te da Câ­ma­ra.

Os de­pu­ta­dos ques­ti­o­na­ram os mi­nis­té­ri­os so­bre os me­di­das que vêm sen­do to­ma­das pa­ra con­ter o avan­ço do pe­tró­leo, além de lau­dos téc­ni­cos, la­bo­ra­to­ri­ais e in­ves­ti­ga­dos que pu­des­sem dar uma ideia da cau­sa e do im­pac­to do der­ra­ma­men­to de óleo. Afi­nal, a con­ta­mi­na­ção atin­ge a re­gião há mais de um mês. Mes­mo as­sim, ain­da não se sa­be a ori­gem do óleo que con­ti­nua se alas­tran­do pe­las prai­as do Nor­des­te.

Co­mo mos­trou o Con­gres­so em Fo­co, as man­chas de óleo sur­gi­ram em 30 de agos­to na Pa­raí­ba, mas lo­go se es­pa­lha­ram pe­los ou­tros es­ta­dos nor­des­ti­nos. Nes­sa sexta-​feira (4), che­ga­ram à Bahia - úni­co es­ta­do da re­gião que ain­da es­ta­va imu­ne ao pro­ble­ma. Se­gun­do am­bi­en­ta­lis­tas, o óleo vem cau­san­do a mor­te de tar­ta­ru­gas, pei­xes e aves e con­ta­mi­nan­do ou­tros ani­mais ma­ri­nhos. Mui­tas prai­as es­tão to­ma­das de man­chas pre­tas de óleo e, por is­so, dei­xa­ram de ser fre­quen­ta­das por tu­ris­tas e pes­ca­do­res.

A úni­ca coi­sa que se sa­be so­bre o de­sas­tre, con­tu­do, é que o óleo não é re­fi­na­do. Trata-​se de pe­tró­leo cru, que nor­mal­men­te não é en­con­tra­do no Bra­sil. A sus­pei­ta é que o ma­te­ri­al te­nha va­za­do de al­gum na­vio es­tran­gei­ro que pas­sou pe­la cos­ta nor­des­ti­na. Po­rém, os es­ta­dos têm ti­do di­fi­cul­da­de de in­ves­ti­gar a ori­gem exa­ta da po­lui­ção e, por is­so, já vi­nham co­bran­do uma res­pos­ta mais efe­ti­va do go­ver­no fe­de­ral so­bre o as­sun­to. Seis dos no­ve es­ta­dos afe­ta­dos pla­ne­ja­vam até en­tre­gar uma car­ta, na pró­xi­ma se­ma­na, pe­din­do pro­vi­dên­ci­as do go­ver­no. A ex­pec­ta­ti­va, por­tan­to, é que, ago­ra que che­gou a to­do o Nor­des­te e des­per­tou a aten­ção do go­ver­no fe­de­ral, o pro­ble­ma se­ja so­lu­ci­o­na­do. Os es­ta­dos que­rem que o res­pon­sá­vel pe­lo der­ra­ma­men­to de óleo se­ja iden­ti­fi­ca­do e pu­ni­do. A mul­ta por cri­me am­bi­en­tal, que che­ga a R$ 50 mi­lhões, po­de ser apli­ca­da nes­te ca­so.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,