A Po­lí­cia Fe­de­ral cum­pre nes­ta ma­nhã (15) man­da­tos de bus­ca e apre­en­são em en­de­re­ços em Per­nam­bu­co li­ga­dos ao pre­si­den­te do PSL, de­pu­ta­do Lu­ci­a­no Bi­var. A ope­ra­ção faz par­te de uma in­ves­ti­ga­ção que apu­ra can­di­da­tas la­ran­jas no par­ti­do do pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, Jair Bol­so­na­ro.

Agên­cia Câ­ma­ra


Polícia Federal faz busca e apreensão em endereços ligados a Bivar

No­ve man­da­dos fo­ram au­to­ri­za­dos pe­lo Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Elei­to­ral de Per­nam­bu­co (TRE-​PE), pa­ra a ope­ra­ção Gui­nhol, aten­den­do uma so­li­ci­ta­ção do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Elei­to­ral. Um de­les é pa­ra a ca­sa de Bi­var, de acor­do com a Fo­lha de S. Pau­lo.

A in­ves­ti­ga­ção bus­ca des­co­brir se hou­ve uma frau­de nos re­cur­sos des­ti­na­dos a can­di­da­tu­ras fe­mi­ni­nas, que, por lei, são obri­ga­das a re­ce­ber no mí­ni­mo 30% dos va­lo­res do fun­do par­ti­dá­rio. A in­ves­ti­ga­ção em Per­nam­bu­co é um dos mo­ti­vos pe­los em­ba­tes en­tre o pre­si­den­te da si­gla e Jair Bol­so­na­ro.

Muito dinheiro e pouco voto

O inqué­ri­to pa­ra in­ves­ti­gar os re­pre­sen­tan­tes do PSL foi aber­ta em mar­ço, de­pois que veio à to­na o fa­to de que a can­di­da­ta a de­pu­ta­da fe­de­ral pe­lo par­ti­do em Per­nam­bu­co Ma­ria de Lour­des Pai­xão, que tam­bém era se­cre­tá­ria ad­mi­nis­tra­ti­va do par­ti­do no es­ta­do, re­ce­beu R$ 400 mil de ver­ba pú­bli­ca na cam­pa­nha de 2018. Mes­mo com to­do es­se in­ves­ti­men­to, ela re­ce­beu me­nos de 250 vo­tos.

O va­lor foi re­pas­sa­do nos úl­ti­mos di­as da cam­pa­nha por meio do fun­do par­ti­dá­rio e sur­pre­en­deu por­que foi bem mai­or que o re­ce­bi­do por ou­tras can­di­da­tas. A quan­tia re­pre­sen­ta a ter­cei­ra mai­or co­ta do fun­do elei­to­ral do PSL em 2018. Mas, se­gun­do a de­fe­sa de Ma­ria de Lour­des, is­so se ex­pli­ca por­que a can­di­da­ta não re­ce­beu na­da do fun­do elei­to­ral an­tes da co­ta do fun­do par­ti­dá­rio e, por is­so, foi com­pen­sa­da.

Pre­si­den­te li­cen­ci­a­do do PSL na épo­ca das elei­ções, Bi­var re­ce­beu R$1,8 mi­lhão pa­ra a elei­ção. Foi a mai­or quan­tia con­ce­di­da pe­lo par­ti­do. O de­pu­ta­do, que ha­via fi­ca­do na su­plên­cia na dis­pu­ta an­te­ri­or, com 25 mil vo­tos, re­ce­beu des­sa vez 118 mil vo­tos. Foi o sé­ti­mo mais vo­ta­do de seu es­ta­do.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,