A CPMI das Fa­ke News de­ve con­vi­dar in­te­gran­tes do PSL que en­tra­ram em atri­to com o go­ver­no de Jair Bol­so­na­ro nos úl­ti­mos di­as pa­ra pres­tar es­cla­re­ci­men­tos so­bre a cam­pa­nha pre­si­den­ci­al do ano pas­sa­do. Já há re­que­ri­men­tos pe­din­do que Joi­ce Has­sel­mann e De­le­ga­do Wal­dir se­jam ou­vi­dos pe­los par­la­men­ta­res que in­ves­ti­gam e de­vem su­ge­rir pu­ni­ções pa­ra os res­pon­sá­veis pe­la di­vul­ga­ção de fa­ke news. Os con­vi­tes de­vem ser vo­ta­dos nes­ta quarta-​feira (23).

Mar­cos Corrêa/​PR


Após ser afastada da liderança do governo no Congresso, Joice sugeriu que família Bolsonaro faz uso de milícia digital e robôs

“Já há re­que­ri­men­to con­vi­dan­do es­ses par­la­men­ta­res. Es­pe­ra­mos que na pró­xi­ma ses­são o ple­ná­rio de­li­be­re e, se de­li­be­rar apro­van­do a con­vo­ca­ção ou o con­vi­te de­les, eles se­rão ou­vi­dos na CPI”, con­tou o pre­si­den­te da Co­mis­são Par­la­men­tar Mis­ta de Inqué­ri­to (CPMI), o se­na­dor An­ge­lo Co­ro­nel (PSD-​BA), lem­bran­do que a pró­xi­ma ses­são da CPMI das Fa­ke News já es­tá mar­ca­da pa­ra as 12h des­ta quarta-​feira (23).

Os re­que­ri­men­tos que pe­dem que a ex-​líder do go­ver­no no Con­gres­so, Joi­ce Has­sel­mann, e o ex-​líder do PSL na Câ­ma­ra, De­le­ga­do Wal­dir, se­jam con­vi­da­dos a pres­tar de­poi­men­to so­bre a cam­pa­nha re­a­li­za­da pe­lo pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro no ano pas­sa­do fo­ram apre­sen­ta­dos pe­lo se­na­dor Ro­gé­rio Car­va­lho (PT-​SE) e se ba­sei­am nos de­poi­men­tos da­dos pe­los par­la­men­ta­res em meio à cri­se que di­vi­diu o PSL en­tre bi­va­ris­tas e bol­so­na­ris­tas. Wal­dir, por exem­plo, foi gra­va­do di­zen­do que iria im­plo­dir o pre­si­den­te Bol­so­na­ro. Já Joi­ce dis­se que sa­be o que os ali­a­dos de Bol­so­na­ro “fi­ze­ram no ve­rão pas­sa­do” e que não tem “me­do da mi­lí­cia, nem de robôs”.

“A de­pu­ta­da fe­de­ral Joi­ce Has­sel­man po­de aju­dar nas in­ves­ti­ga­ções so­bre mi­lí­ci­as di­gi­tais, uma vez que ela pu­bli­cou em su­as re­des so­ci­ais: ‘não te­nho me­do da mi­lí­cia, nem de robôs’, na sexta-​feira pas­sa­da, dia 18 de ou­tu­bro, co­mo res­pos­ta a uma pu­bli­ca­ção do fi­lho 03 do pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro, o de­pu­ta­do Edu­ar­do Bol­so­na­ro. E afir­mou ain­da: ‘Não se es­que­çam que eu sei quem vo­cês são e o que fi­ze­ram no ve­rão pas­sa­do’ ”, de­fen­deu Car­va­lho.

An­ge­lo Co­ro­nel con­fir­mou que es­ses de­pu­ta­dos po­dem con­tri­buir com o tra­ba­lho da CPMI das Fa­ke News, prin­ci­pal­men­te no que diz res­pei­to às elei­ções pas­sa­das. “Eles já es­tão alar­de­an­do que o go­ver­no Bol­so­na­ro se uti­li­zou de um bun­ker e pes­so­as es­co­la­das pa­ra co­me­ter fa­ke news. Es­tão alar­de­an­do an­tes mes­mo de se­rem cha­ma­dos pe­la CPMI. En­tão, es­pe­ro que ve­nham aqui e man­te­nham o que es­tão alar­de­an­do na mí­dia”, pro­vo­cou o pre­si­den­te da CPMI.

O con­vi­te de Joi­ce Has­sel­mann e do De­le­ga­do Wal­dir não são os úni­cos re­que­ri­men­tos a se­rem vo­ta­dos pe­la CPMI das Fa­ke News nes­ta quarta-​feira. Se­gun­do o se­na­dor An­ge­lo Co­ro­nel, já mais de 100 re­que­ri­men­tos aguar­dan­do vo­ta­ção no co­le­gi­a­do. Um de­les tam­bém con­vi­da o ex-​ministro da Se­cre­ta­ria de Go­ver­no, ge­ne­ral San­tos Cruz, a pres­tar de­poi­men­to so­bre as es­tra­té­gi­as di­gi­tais de cam­pa­nha de Jair Bol­so­na­ro. Em en­tre­vis­ta ao Con­gres­so em Fo­co, San­to Cruz fa­lou de uma “mi­lí­cia di­gi­tal” e de uma “gan­gue di­gi­tal bol­so­na­ris­ta”.

Os pe­di­dos, po­rém, de­vem so­frer re­sis­tên­cia dos par­la­men­ta­res li­ga­dos ao go­ver­no, que têm ten­ta­do obs­truir o tra­ba­lho da CPMI das Fa­ke News, so­bre­tu­do por­que al­guns dos de­pu­ta­dos bol­so­na­ris­tas que ha­vi­am si­do sus­pen­sos das su­as ati­vi­da­des par­la­men­ta­res con­se­gui­ram re­to­mar es­sas ati­vi­da­des, in­clu­si­ve a par­ti­ci­pa­ção em co­mis­sões co­mo es­ta.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,