O Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral (MPF) de­fen­deu que o pro­ces­so em que o ex-​presidente Lu­la foi con­de­na­do por cor­rup­ção e la­va­gem de di­nhei­ro, no ca­so do Sí­tio de Ati­baia, re­tor­ne pa­ra a fa­se de ale­ga­ções fi­nais em pri­mei­ra ins­tân­cia. O pro­ces­so já es­ta­va pron­to pa­ra ser jul­ga­do pe­los de­sem­bar­ga­do­res do Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Fe­de­ral da 4ª Re­gião (TRF4).

Ri­car­do Stuckert/​Instituto Lu­la


MPF pede pela anulação da sentença que condena Lula do Sítio de Atibaia

O pe­di­do é as­si­na­do pe­lo pro­cu­ra­dor re­gi­o­nal fe­de­ral Mau­ri­cio Ge­rum, que atua no MPF em se­gun­da ins­tân­cia. Na pró­xi­ma quarta-​feira (30), a oi­ta­va tur­ma do TRF4 vai de­ci­dir se anu­la ou não a con­de­na­ção em pri­mei­ra ins­tân­cia com ba­se no pre­ce­den­te aber­to pe­lo Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF) so­bre a or­dem da en­tre­ga de ale­ga­ções fi­nais.

O STF anu­lou du­as sen­ten­ças do ex-​juiz Ser­gio Mo­ro por en­ten­der que réus de­la­to­res de­vem en­tre­gar ale­ga­ções fi­nais an­tes dos réus de­la­ta­dos nas ações pe­nais.

Lu­la foi con­de­na­do no ca­so do Sí­tio de Ati­baia a 12 anos e 11 me­ses de pri­são pe­la juí­za Ga­bri­e­la Hardt, subs­ti­tu­ta de Mo­ro na La­va Ja­to.

O pro­ces­so po­de re­tor­nar à pri­mei­ra ins­tân­cia pa­ra que o pro­ce­di­men­to de en­tre­ga de ale­ga­ções fi­nais, ou se­ja, a en­tre­ga dos úl­ti­mos ar­gu­men­tos a fa­vor dos réus, se­ja re­fei­to. De­pois ca­be­rá ao no­vo juiz da La­va Ja­to, Luiz An­to­nio Bo­nat, pro­fe­rir uma no­va sen­ten­ça.

Prisão em segunda instância

O Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF) ter­mi­nou nes­ta quarta-​feira (23) o se­gun­do dia de aná­li­se das três ações so­bre pri­são em se­gun­da ins­tân­cia, que po­dem al­te­rar o en­ten­di­men­to ma­jo­ri­tá­rio da Cor­te so­bre o te­ma, com um pla­car fa­vo­rá­vel à te­se que de­fen­de a pos­si­bi­li­da­de de pri­são em se­gun­da ins­tân­cia.

De acor­do com da­dos do Con­se­lho Na­ci­o­nal de Jus­ti­ça (CNJ), uma pos­sí­vel de­ci­são con­trá­ria à pri­são em se­gun­da ins­tân­cia po­de be­ne­fi­ci­ar 4.895 pre­sos, en­tre eles o ex-​presidente Lu­la.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,