O pre­si­den­te do Con­gres­so Na­ci­o­nal, Da­vi Al­co­lum­bre (DEM-​AP), aca­tou o pe­di­do do se­na­dor An­ge­lo Co­ro­nel (PSD-​BA) e es­ten­deu até o pró­xi­mo ano o pra­zo de tra­ba­lho da CPI mis­ta das Fa­ke News. Com is­so, a Co­mis­são Par­la­men­tar Mis­ta de Inqué­ri­to (CPMI) não te­rá mais o pra­zo en­cur­ta­do, co­mo ha­via co­gi­ta­do a Me­sa do Se­na­do, e po­de­rá con­ti­nu­ar in­ves­ti­gan­do a di­vul­ga­ção de no­tí­ci­as fal­sas na in­ter­net até abril de 2020.

Mar­cos Oliveira/​Agência Se­na­do


A CPMI das Fake News investiga a divulgação de notícias falsas na internet

A de­ci­são de Al­co­lum­bre aten­de a uma ques­tão de or­dem apre­sen­ta­da pe­lo se­na­dor An­ge­lo Co­ro­nel, que é pre­si­den­te da CPI mis­ta das Fa­ke News e con­tes­tou a de­ci­são da Me­sa do Se­na­do de en­cur­tar pa­ra 23 de de­zem­bro des­te ano o pra­zo de tra­ba­lho do co­le­gi­a­do. Se­gun­do o se­na­dor bai­a­no, uma Co­mis­são Par­la­men­tar de Inqué­ri­to tem um pra­zo re­gi­men­tal de 180 di­as úteis de tra­ba­lho e, por is­so, não pre­ci­sa ser en­cer­ra­da ao fi­nal do ano le­gis­la­ti­vo, co­mo ha­via de­ter­mi­na­do a Me­sa. A CPI mis­ta das Fa­ke News, por­tan­to, de­ve se es­ten­der até abril de 2020, já que foi cri­a­da em se­tem­bro des­te ano.

“Es­pe­ci­fi­ca­men­te em re­la­ção aos pra­zos de CPIs, en­ten­do ser ne­ces­sá­ria a ob­ser­vân­cia do pra­zo do re­que­ri­men­to de cri­a­ção do co­le­gi­a­do. Ou se­ja, o úni­co li­mi­te é o fim da le­gis­la­tu­ra e não o fim da ses­são le­gis­la­ti­va em 23 de de­zem­bro”, ad­mi­tiu Da­vi Al­co­lum­bre, que anun­ci­ou a de­ci­são de de­fe­rir a ques­tão de or­dem apre­sen­ta­da por An­ge­lo Co­ro­nel no ple­ná­rio do Se­na­do nes­ta terça-​feira (5). Ele re­co­nhe­ceu ain­da que uma CPI pre­ci­sa de um pra­zo ra­zoá­vel e ne­ces­sá­rio pa­ra atin­gir as fi­na­li­da­des pa­ra as quais foi cri­a­da.

An­ge­lo Co­ro­nel já ha­via di­to que en­cur­tar o pra­zo da CPI mis­ta das Fa­ke News até 23 de de­zem­bro po­de­ria atra­pa­lhar as in­ves­ti­ga­ções e as con­clu­sões do co­le­gi­a­do, já que mais de 160 pes­so­as já fo­ram con­vi­da­das ou con­vo­ca­das a pres­tar de­poi­men­to so­bre ata­ques vir­tu­ais. En­tre elas, es­tão Joi­ce Has­sel­mann (PSL-​SP), De­le­ga­do Wal­dir (PSL-​GO), Glei­si Hoff­mann (PT-​RS), Fe­li­pe Ne­to, Lu­ci­a­no Hang, Ca­e­ta­no Ve­lo­so e al­guns dos as­ses­so­res do pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro. O se­na­dor co­me­mo­rou, por­tan­to, a de­ci­são de Al­co­lum­bre de le­var a CPI até 2020.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,