Ape­sar de so­frer re­sis­tên­cia no Con­gres­so, a re­for­ma ad­mi­nis­tra­ti­va que es­tá sen­do de­se­nha­da pe­lo go­ver­no te­rá o apoio de boa par­te da po­pu­la­ção. Pe­lo me­nos é is­so que apon­ta uma pes­qui­sa en­co­men­da­da ao Da­ta­fo­lha por fun­da­ções li­ga­das à ini­ci­a­ti­va pri­va­da. O es­tu­do, pu­bli­ca­do pe­la Fo­lha de S.Paulo nes­te do­min­go (19), ex­pli­ca que 88% dos en­tre­vis­ta­dos acre­di­tam que ser­vi­do­res de mau de­sem­pe­nho de­vem ser de­mi­ti­dos.

Arquivo/​Agência Bra­sil

A ava­li­a­ção do tra­ba­lho dos ser­vi­do­res pú­bli­cos é uma das prin­ci­pais pro­pos­tas da re­for­ma ad­mi­nis­tra­ti­va do mi­nis­tro da Eco­no­mia, Pau­lo Gue­des. E, se­gun­do o Da­ta­fo­lha, con­ta com o apoio de 91% dos en­tre­vis­ta­dos na pes­qui­sa que foi fei­ta a pe­di­do da Ali­an­ça - ins­ti­tui­ção for­ma­da pe­la Fun­da­ção Le­mann, pe­la Fun­da­ção Bra­va, pe­lo Ins­ti­tu­to Hu­ma­ni­ze e pe­la República.org. Ou­tros 88% ain­da di­zem que, se cons­ta­tar um tra­ba­lho ruim, es­sa ava­li­a­ção de­ve pro­vo­car a de­mis­são dos mais ser­vi­do­res.

A pro­pos­ta, po­rém, po­de aca­bar com uma das pre­mis­sas do fun­ci­o­na­lis­mo pú­bli­co atu­al: a es­ta­bi­li­da­de dos ser­vi­do­res. Por is­so, es­tá sen­do ques­ti­o­na­da pe­lo ser­vi­ço pú­bli­co e tam­bém por par­te dos par­la­men­ta­res que te­rão que apro­var a re­for­ma ad­mi­nis­tra­ti­va de Gue­des.

A pes­qui­sa do Da­ta­fo­lha re­fle­te es­sa pro­ble­má­ti­ca, pois o ín­di­ce dos que apoi­am a de­mis­são dos maus ser­vi­do­res cai quan­do se fa­la na es­ta­bi­li­da­de. Ape­nas 39% dos en­tre­vis­ta­dos dis­se­ram que es­sa é uma ques­tão que po­de ser re­vis­ta, en­quan­to 58% ava­li­a­ram que os ser­vi­do­res pre­ci­sam da ga­ran­tia da es­ta­bi­li­da­de pa­ra fa­zer um bom tra­ba­lho. Se­gun­do os ser­vi­do­res, a es­ta­bi­li­da­de es­tá re­la­ci­o­na­da a um bom de­sem­pe­nho por­que ga­ran­te o ca­rá­ter téc­ni­co do fun­ci­o­na­lis­mo, que, com is­so, não po­de ser al­te­ra­do de acor­do com a li­nha ide­o­ló­gi­ca do go­ver­no em ques­tão.

A pes­qui­sa do Da­ta­fo­lha foi re­a­li­za­da em maio do ano pas­sa­do e ou­viu 2.086 pes­so­as em to­do o Bra­sil. A mar­gem de er­ro é de dois pon­tos per­cen­tu­ais.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,