O pre­si­den­te do Su­pe­ri­or Tri­bu­nal de Jus­ti­ça (STJ), mi­nis­tro João Otá­vio de No­ro­nha, de­ci­diu ho­je (28) li­be­rar a di­vul­ga­ção do re­sul­ta­do das ins­cri­ções no Sis­te­ma de Se­le­ção Uni­fi­ca­da (Si­su). A di­vul­ga­ção pe­lo Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção (MEC) es­ta­va pre­vis­ta pa­ra es­ta terça-​feira, mas foi sus­pen­sa por uma li­mi­nar da Jus­ti­ça de São Pau­lo, que tam­bém im­pe­diu o iní­cio das ins­cri­ções no Pro­gra­ma Uni­ver­si­da­de pa­ra To­dos (Prou­ni).

El­za Fiuza/​Agência Bra­sil

A de­ci­são do pre­si­den­te foi mo­ti­va­da por um re­cur­so pro­to­co­la­do na noi­te de on­tem (27) pe­la Advocacia-​Geral da União pa­ra der­ru­bar a li­mi­nar pro­fe­ri­da pe­la de­sem­bar­ga­do­ra The­re­zi­nha Ca­zer­ta, do Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Fe­de­ral da 3ª Re­gião (TRF3), que de­ci­diu man­ter em vi­gor ou­tra li­mi­nar con­ce­di­da pe­la pri­mei­ra ins­tân­cia da Jus­ti­ça Fe­de­ral pa­ra sus­pen­der a di­vul­ga­ção, sob ale­ga­ção de que o go­ver­no ain­da pre­ci­sa dar um po­si­ci­o­na­men­to “se­gu­ro e trans­pa­ren­te” so­bre a cor­re­ção do Exa­me Na­ci­o­nal do En­si­no Mé­dio (Enem) 2019. As no­tas no exa­me são usa­das pe­los es­tu­dan­tes pa­ra fa­zer ins­cri­ção no Si­su e con­cor­rer a va­gas em uni­ver­si­da­des pú­bli­cas em to­do o país.

Na sexta-​feira (25), a Jus­ti­ça Fe­de­ral de São Pau­lo ha­via de­ter­mi­na­do a sus­pen­são da di­vul­ga­ção dos re­sul­ta­dos do Si­su até que o go­ver­no fe­de­ral de­mons­tras­se a cor­re­ção das pro­vas do Enem que fo­ram apon­ta­das com pro­ble­mas por es­tu­dan­tes de to­do o país. O tri­bu­nal deu pra­zo de cin­co di­as pa­ra o cum­pri­men­to da de­ci­são, sob mul­ta diá­ria de R$ 10 mil. A de­ci­são foi mo­ti­va­da por um pe­di­do da De­fen­so­ria Pú­bli­ca da União (DPU).

Na se­ma­na pas­sa­da, o Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção (MEC) in­for­mou que hou­ve er­ros na atri­bui­ção de no­tas pa­ra cer­ca de 6 mil alu­nos. Se­gun­do a pas­ta, a fa­lha te­ria ocor­ri­do na im­pres­são das pro­vas apli­ca­das em al­gu­mas ci­da­des, sen­do res­pon­sa­bi­li­da­de de uma grá­fi­ca. O MEC acres­cen­tou que cor­ri­giu o pro­ble­ma e não hou­ve pre­juí­zos pa­ra os es­tu­dan­tes.

Na de­ci­são, o pre­si­den­te do STJ diz ain­da que os er­ros na cor­re­ção das pro­vas de 6 mil alu­nos, que fo­ram re­sol­vi­dos pe­lo MEC e pe­lo Inep, ór­gão res­pon­sá­vel pe­lo Enem, não jus­ti­fi­cam a pa­ra­li­sa­ção do to­do o ca­len­dá­rio uni­ver­si­tá­rio, que de­pen­de da di­vul­ga­ção das no­tas da pro­va.

“Se er­ros pon­tu­ais e in­di­vi­du­ais hou­ve, cer­ta­men­te que de­vem ser sa­na­dos pe­las vi­as pró­pri­as. Con­tu­do, a sim­ples pos­si­bi­li­da­de de re­ver no­ta es­pe­cí­fi­ca não po­de ser­vir de subs­tra­to pa­ra im­pos­si­bi­li­tar o aces­so de mi­lha­res a va­gas já ofer­ta­das e o iní­cio das ati­vi­da­des aca­dê­mi­cas nas mais va­ri­a­das en­ti­da­des pú­bli­cas e pri­va­das”, afir­mou.

Lista não oficial

Nes­ta terça-​feira, an­tes da de­ci­são do pre­si­den­te do STJ, can­di­da­tos se ma­ni­fes­ta­ram, pe­las re­des so­ci­ais, in­for­man­do que ti­nham ti­do aces­so a uma lis­ta de re­sul­ta­dos do Si­su, no si­te do MEC. Em se­gui­da, o mi­nis­té­rio di­vul­gou no­ta in­for­man­do que as lis­tas pu­bli­ca­das por al­guns mi­nu­tos em seu por­tal “não re­pre­sen­tam re­sul­ta­do ofi­ci­al” e que, em ra­zão de de­ci­são ju­di­ci­al, a di­vul­ga­ção do re­sul­ta­do fi­nal “con­ti­nu­a­va sus­pen­sa”.

* Com in­for­ma­ção de Pe­dro Pe­duz­zi e da Agên­cia Bra­sil

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,