Du­ran­te o go­ver­no de Jair Bol­so­na­ro, o pro­gra­ma de as­sis­tên­cia so­ci­al Bol­sa Fa­mí­lia pas­sa por con­ge­la­men­to in­clu­si­ve nas ci­da­des mais po­bres do país. As in­for­ma­ções são do jor­nal Fo­lha de São Pau­lo. Nos úl­ti­mos cin­co me­ses, uma em ca­da três das ci­da­des mais ca­ren­tes do Bra­sil não hou­ve a li­be­ra­ção de no­vos au­xí­li­os. Es­te é o pe­río­do mais lon­go de bai­xo ín­di­ce de li­be­ra­ção no­vos be­ne­fí­ci­os da his­tó­ria do pro­gra­ma do Bol­sa Fa­mí­lia, se­gun­do a Fo­lha.

Reprodução/​Congresso em Fo­co

No le­van­ta­men­to fei­to pe­lo jor­nal, fo­ram con­si­de­ra­dos os 200 mu­ni­cí­pi­os de me­nor ren­da per ca­pi­ta do país, se­gun­do da­dos de 2017 do IBGE. Foi cons­ta­ta­do que em to­dos es­tes mu­ni­cí­pi­os, hou­ve uma di­mi­nui­ção na co­ber­tu­ra e no rit­mo de aten­di­men­to à no­vas so­li­ci­ta­ções. Em 2018, nes­tas 200 ci­da­des, 26 fa­mí­li­as fo­ram con­tem­pla­das com no­vos be­ne­fí­ci­os.

O mi­nis­té­rio da Ci­da­da­nia afir­mou à re­por­ta­gem que o en­xu­ga­men­to do pro­gra­ma é cau­sa­do por um pente-​fino que bus­ca iden­ti­fi­car ir­re­gu­la­ri­da­des.

O jor­nal mos­trou tam­bém que a fi­la do be­ne­fí­cio per­ma­ne­ceu ze­ra­da do ano de 2017 até maio de 2019. Com o cres­ci­men­to da fi­la de es­pe­ra, ho­je qua­se 1 mi­lhão de pes­so­as aguar­dam pe­la li­be­ra­ção do be­ne­fí­cio. O go­ver­no pla­ne­ja re­for­mu­lar o pro­gra­ma e mo­di­fi­car o no­me do au­xí­lio.

No ano pas­sa­do, foi cri­a­da uma Me­di­da Pro­vi­só­ria que acres­cen­tou o 13º. Po­rém, atu­al­men­te, o or­ça­men­to do Bol­sa Fa­mí­lia foi re­du­zi­do em R$ 3 bi­lhões. No ano pas­sa­do, o or­ça­men­to era de R$ 32,5; atu­al­men­te o va­lor é de R$ 29,5.

O pro­gra­ma aten­de fa­mí­li­as em si­tu­a­ção de ex­tre­ma po­bre­za, sen­do sua ren­da per ca­pi­ta de até R$ 89, com fi­lhos de 0 a 17 anos. Em mé­dia, o be­ne­fí­cio é de R$ 191.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,