Foi apro­va­do no Ple­ná­rio da Câ­ma­ra, o pro­je­to que ga­ran­te o pa­ga­men­to de ren­da mí­ni­ma pa­ra as pes­so­as mais afe­ta­das pe­la cri­se cau­sa­da pe­la pan­de­mia do co­ro­na­ví­rus. O au­xí­lio é no va­lor de R$ 600,00 e se­rá pa­go du­ran­te três me­ses. Até du­as pes­so­as da mes­ma fa­mí­lia po­dem re­ce­ber o au­xí­lio, so­man­do até R$ 1.200,00 por fa­mí­lia. No re­la­tó­rio fi­nal, foi in­cluí­do o pa­ga­men­to de du­as co­tas de R$ 600,00 pa­ra fa­mí­lia mo­no­pa­ren­tal che­fi­a­da por mu­lher.

Isac Nóbrega/​PR


A Rodoviária do Plano Piloto, um dos maiores centros de concentração de pessoas da capital federal, tem sua rotina alterada devido aos cuidados contra o COVID-19

Tem di­rei­to ao pa­ga­men­to, quem é mai­or de ida­de, sem em­pre­go for­mal, não te­nha be­ne­fí­cio pre­vi­den­ciá­rio ou as­sis­ten­ci­al, e nem es­te­ja re­ce­ben­do seguro-​desemprego ou as­sis­tên­cia de qual­quer de pro­gra­ma de trans­fe­rên­cia de ren­da fe­de­ral, com ex­ce­ção do Bol­sa Fa­mí­lia. O be­ne­fi­ciá­rio não po­de ter ren­da men­sal per ca­pi­ta aci­ma meio sa­lá­rio mí­ni­mo ou a ren­da fa­mi­li­ar men­sal que ul­tra­pas­se três sa­lá­ri­os mí­ni­mos. Tam­bém se­rá ava­li­a­do os ren­di­men­tos tri­bu­tá­veis de 2018 dos be­ne­fi­ciá­ri­os, não po­den­do ul­tra­pas­sar R$ 28.559,70 na­que­le ano.

O lí­der do PSB, Ales­san­dro Mo­lon (RJ), co­me­mo­rou a apro­va­ção. “É uma con­quis­ta his­tó­ri­ca pa­ra a opo­si­ção ga­ran­tir que o po­vo bra­si­lei­ro te­nha uma ren­da mí­ni­ma pa­ra so­bre­vi­ver à cri­se do covid019. O mo­men­to que en­fren­ta­mos é gra­vís­si­mo e pe­de equi­lí­brio e res­pon­sa­bi­li­da­de na bus­ca de so­lu­ções que pos­sam as­se­gu­rar um mí­ni­mo ne­ces­sá­rio pa­ra en­fren­tar­mos es­ta pan­de­mia”, dis­se.

Apoio de Bolsonaro

Em li­ve na noi­te des­ta quin­ta (26), o pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro dis­se ter con­ver­sa­do com o mi­nis­tro da Eco­no­mia, Pau­lo Gue­des, e in­for­mou que foi acor­da­do com a Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos au­men­to na aju­da ini­ci­al de R$ 200 pa­ra tra­ba­lha­do­res in­for­mais afe­ta­dos pe­la cri­se de saú­de. “Dei si­nal ver­de”, anun­ci­ou ele.

O pre­si­den­te da Câ­ma­ra, Ro­dri­go Maia (DEM-​RJ), fri­sou a im­por­tân­cia do acor­do com o go­ver­no. “É bom vo­tar­mos com es­sa se­gu­ran­ça de que não ha­ve­rá ve­to”, dis­se Maia.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,