Os se­na­do­res de­vem vo­tar, nes­ta segunda-​feira (30), às 16h, pro­je­to que es­ta­be­le­ce o pa­ga­men­to de um au­xí­lio emer­gen­ci­al no va­lor de R$ 600, por três me­ses, a pes­so­as de bai­xa ren­da. A me­di­da se­rá de­li­be­ra­da por meio de ses­são re­mo­ta. Pe­la ma­nhã, às 10h, ha­ve­rá uma reu­nião, tam­bém a dis­tân­cia, de lí­de­res da Ca­sa.

Ro­ve­na Rosa/​Agência Bra­sil


Uma das ruas mais movimentadas do país, a 25 de Março, em São Paulo, fechou as portas em meio à pandemia do coronavírus

A pro­pos­ta foi apro­va­da pe­la Câ­ma­ra na quinta-​feira pas­sa­da e te­ve sua vo­ta­ção an­te­ci­pa­da em um dia no Se­na­do pe­la ur­gên­cia de se ga­ran­tir um au­xí­lio fi­nan­cei­ro a pes­so­as de bai­xa ren­da em meio à cri­se sa­ni­tá­ria e econô­mi­ca de­sen­ca­de­a­da pe­lo co­ro­na­ví­rus.

Ini­ci­al­men­te o go­ver­no propôs uma aju­da de R$ 200. Di­an­te da mo­vi­men­ta­ção dos de­pu­ta­dos, que ar­ti­cu­la­vam a apro­va­ção de um be­ne­fí­cio de R$ 500, o go­ver­no ce­deu e fe­chou com a Câ­ma­ra um acor­do pa­ra tri­pli­car o va­lor ini­ci­al.

De acor­do com o pro­je­to, se­rá per­mi­ti­do a du­as pes­so­as de uma mes­ma fa­mí­lia acu­mu­la­rem be­ne­fí­ci­os: um do au­xí­lio emer­gen­ci­al e um do Bol­sa Fa­mí­lia. Se o au­xí­lio for mai­or que a bol­sa, a pes­soa po­de­rá fa­zer a op­ção pe­lo au­xí­lio.

Pa­ra as mães que são che­fe de fa­mí­lia (fa­mí­lia mo­no­pa­ren­tal), o pro­je­to per­mi­te o re­ce­bi­men­to de du­as co­tas do au­xí­lio, to­ta­li­zan­do R$ 1,2 mil.

Já a ren­da mé­dia se­rá ve­ri­fi­ca­da por meio do Ca­das­tro Úni­co pa­ra Pro­gra­mas So­ci­ais (Ca­dÚ­ni­co) pa­ra os ins­cri­tos e, pa­ra os não ins­cri­tos, com au­to­de­cla­ra­ção em pla­ta­for­ma di­gi­tal. Se­rão con­si­de­ra­dos to­dos os ren­di­men­tos ob­ti­dos por to­dos os mem­bros que mo­ram na mes­ma re­si­dên­cia, ex­ce­to o di­nhei­ro do Bol­sa Fa­mí­lia.

Pa­ra ter aces­so ao au­xí­lio, a pes­soa de­ve cum­prir, ao mes­mo tem­po, os se­guin­tes re­qui­si­tos:

- ser mai­or de 18 anos de ida­de;
- não ter em­pre­go for­mal;
- não re­ce­ber be­ne­fí­cio pre­vi­den­ciá­rio ou as­sis­ten­ci­al, seguro-​desemprego ou de ou­tro pro­gra­ma de trans­fe­rên­cia de ren­da fe­de­ral que não se­ja o Bol­sa Fa­mí­lia;
- ter ren­da fa­mi­li­ar men­sal per ca­pi­ta (por pes­soa) de até meio sa­lá­rio mí­ni­mo (R$ 522,50) ou ren­da fa­mi­li­ar men­sal to­tal (tu­do o que a fa­mí­lia re­ce­be) de até três sa­lá­ri­os mí­ni­mos (R$ 3.135,00); e
- não ter re­ce­bi­do ren­di­men­tos tri­bu­tá­veis, no ano de 2018, aci­ma de R$ 28.559,70.

O can­di­da­to de­ve­rá tam­bém cum­prir uma das con­di­ções abai­xo:

- exer­cer ati­vi­da­de na con­di­ção de mi­cro­em­pre­en­de­dor in­di­vi­du­al (MEI);
ser con­tri­buin­te in­di­vi­du­al ou fa­cul­ta­ti­vo do Re­gi­me Ge­ral de Pre­vi­dên­cia So­ci­al (RGPS);
- ser tra­ba­lha­dor in­for­mal ins­cri­to no Ca­dÚ­ni­co;
- ter cum­pri­do o re­qui­si­to de ren­da mé­dia até 20 de mar­ço de 2020.

Forma de pagamento

Se­gun­do o pro­je­to, o au­xí­lio emer­gen­ci­al se­rá pa­go por ban­cos pú­bli­cos fe­de­rais por meio de uma con­ta do ti­po pou­pan­ça so­ci­al di­gi­tal.

Es­sa con­ta se­rá aber­ta au­to­ma­ti­ca­men­te em no­me dos be­ne­fi­ciá­ri­os, com dis­pen­sa da apre­sen­ta­ção de do­cu­men­tos e isen­ção de ta­ri­fas de ma­nu­ten­ção. A pes­soa usuá­ria po­de­rá fa­zer ao me­nos uma trans­fe­rên­cia ele­trô­ni­ca de di­nhei­ro por mês, sem cus­tos, pa­ra con­ta ban­cá­ria man­ti­da em qual­quer ins­ti­tui­ção fi­nan­cei­ra au­to­ri­za­da a fun­ci­o­nar pe­lo Ban­co Cen­tral.

A con­ta po­de ser a mes­ma já usa­da pa­ra pa­gar re­cur­sos de pro­gra­mas so­ci­ais go­ver­na­men­tais, co­mo PIS/​Pasep e FGTS, mas não po­de per­mi­tir a emis­são de car­tão fí­si­co, che­ques ou or­dens de pa­ga­men­to pa­ra sua mo­vi­men­ta­ção.

Se a pes­soa dei­xar de cum­prir as con­di­ções es­ti­pu­la­das, o au­xí­lio dei­xa­rá de ser pa­go. Pa­ra fa­zer as ve­ri­fi­ca­ções ne­ces­sá­ri­as, os ór­gãos fe­de­rais tro­ca­rão as in­for­ma­ções cons­tan­tes em su­as ba­ses de da­dos.

O Exe­cu­ti­vo po­de­rá pror­ro­gar o pa­ga­men­to do au­xí­lio en­quan­to du­rar a epi­de­mia.

Com in­for­ma­ções da Agên­cia Se­na­do

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,