Pa­ra quem ain­da não se ca­das­trou a fim de re­ce­ber o au­xí­lio emer­gen­ci­al de R$ 600, o pra­zo ter­mi­na nes­ta quinta-​feira (2), às 23h59, in­for­mou a Cai­xa Econô­mi­ca Fe­de­ral. O au­xí­lio emer­gen­ci­al é um be­ne­fí­cio fi­nan­cei­ro des­ti­na­do a tra­ba­lha­do­res in­for­mais, mi­cro­em­pre­en­de­do­res in­di­vi­du­ais (MEI), autô­no­mos, de­sem­pre­ga­dos e pes­so­as de bai­xa ren­da e tem por ob­je­ti­vo for­ne­cer pro­te­ção emer­gen­ci­al no pe­río­do de en­fren­ta­men­to à cri­se cau­sa­da pe­la pan­de­mia do no­vo co­ro­na­ví­rus.

Mar­cel­lo Ca­sal Jr/​Agência Bra­sil

Ini­ci­al­men­te pro­pos­to pa­ra vi­go­rar por três me­ses, com o pa­ga­men­to de três par­ce­las de R$ 600, o be­ne­fí­cio foi pror­ro­ga­do por mais dois me­ses, com o pa­ga­men­to de mais du­as par­ce­las. Pe­las re­gras, até du­as pes­so­as da mes­ma fa­mí­lia po­dem re­ce­ber o au­xí­lio. Pa­ra as fa­mí­li­as em que a mu­lher se­ja a úni­ca res­pon­sá­vel pe­las des­pe­sas da ca­sa, o va­lor pa­go men­sal­men­te é de R$ 1.200.

Quem pode se cadastrar?

A Lei 13.982/2020, que ins­ti­tuiu o au­xí­lio emer­gen­ci­al, foi apro­va­da pe­lo Con­gres­so Na­ci­o­nal em abril e de­fi­niu os cri­té­ri­os pa­ra ser in­cluí­do no pro­gra­ma. Pa­ra ter aces­so ao be­ne­fí­cio, a pes­soa de­ve cum­prir, ao mes­mo tem­po, os se­guin­tes re­qui­si­tos:

- Ser mai­or de 18 anos de ida­de ou ser mãe ado­les­cen­te

- Não ter em­pre­go for­mal

- Não ser agen­te pú­bli­co, in­clu­si­ve tem­po­rá­rio, nem exer­cer man­da­to ele­ti­vo

- Não re­ce­ber be­ne­fí­cio pre­vi­den­ciá­rio ou as­sis­ten­ci­al, seguro-​desemprego ou de ou­tro pro­gra­ma de trans­fe­rên­cia de ren­da fe­de­ral que não se­ja o Bol­sa Fa­mí­lia

- Ter ren­da fa­mi­li­ar men­sal per ca­pi­ta (por pes­soa) de até meio sa­lá­rio mí­ni­mo (R$ 522,50) ou ren­da fa­mi­li­ar men­sal to­tal de até três sa­lá­ri­os mí­ni­mos (R$ 3.135,00)

- Não ter re­ce­bi­do ren­di­men­tos tri­bu­tá­veis, no ano de 2018, aci­ma de R$ 28.559,70

- Es­tar de­sem­pre­ga­do ou exer­cer ati­vi­da­des na con­di­ção de mi­cro­em­pre­en­de­dor in­di­vi­du­al (MEI), ser con­tri­buin­te in­di­vi­du­al ou fa­cul­ta­ti­vo do Re­gi­me Ge­ral de Pre­vi­dên­cia So­ci­al (RGPS) ou tra­ba­lha­dor in­for­mal ins­cri­to no Ca­das­tro Úni­co pa­ra Pro­gra­mas So­ci­ais do Go­ver­no Fe­de­ral (Ca­dÚ­ni­co).

Como se cadastrar

Quem es­ta­va no Ca­das­tro Úni­co até o dia 20 de mar­ço e que aten­de às re­gras do pro­gra­ma, re­ce­be os pa­ga­men­tos sem pre­ci­sar se ca­das­trar no si­te da Cai­xa. Quem tem o Bol­sa Fa­mí­lia po­de re­ce­ber o au­xí­lio emer­gen­ci­al, des­de que ele se­ja mais van­ta­jo­so. Nes­se pe­río­do, o Bol­sa Fa­mí­lia de quem re­ce­be o au­xí­lio fi­ca sus­pen­so.

As pes­so­as que não es­tão ins­cri­tas no Bol­sa Fa­mí­lia nem no Ca­dÚ­ni­co e pre­en­chem os re­qui­si­tos do pro­gra­ma po­dem se ca­das­trar no si­te au​xi​lio​.cai​xa​.gov​.br ou pe­lo APP CAIXA | Au­xí­lio Emer­gen­ci­al, dis­po­ní­vel nas lo­jas de apli­ca­ti­vos. De­pois de fa­zer o ca­das­tro, a pes­soa po­de acom­pa­nhar se vai re­ce­ber o au­xí­lio emer­gen­ci­al, con­sul­tan­do no pró­prio si­te ou apli­ca­ti­vo.

O Mi­nis­té­rio da Ci­da­da­nia in­for­mou, na se­ma­na pas­sa­da, que já re­ce­beu mais de 124 mi­lhões de so­li­ci­ta­ções do au­xí­lio emer­gen­ci­al, sen­do que cer­ca de 65 mi­lhões fo­ram con­si­de­ra­dos ele­gí­veis e 41,59 mi­lhões fo­ram apon­ta­dos co­mo ine­le­gí­veis, por não aten­de­rem aos cri­té­ri­os do pro­gra­ma. Exis­tem ain­da qua­se 17 mi­lhões de ins­cri­ções clas­si­fi­ca­das de in­con­clu­si­vas - quan­do fal­tam in­for­ma­ções pa­ra o pro­ces­sa­men­to in­te­gral do pe­di­do. Quem es­ti­ver nes­sa si­tu­a­ção de­ve re­fa­zer o ca­das­tro por meio do si­te ou apli­ca­ti­vo do pro­gra­ma.

Mais in­for­ma­ções so­bre o au­xí­lio emer­gen­ci­al tam­bém po­dem ser ob­ti­das na pá­gi­na do Mi­nis­té­rio da Ci­da­da­nia na in­ter­net.

Fon­te: Con­gres­so em Fo­co

,