Arquivos de Eleições 2018

O par­ti­do do pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro, o PSL, te­ve du­as can­di­da­tas nas elei­ções do ano pas­sa­do que ad­qui­ri­ram, a me­nos de 48 ho­ras das vo­ta­ções, mais de 10 mi­lhões de san­ti­nhos, fol­ders e de­mais ma­te­ri­ais de cam­pa­nha. A pou­cos di­as do pri­mei­ro tur­no, a le­gen­da re­ser­vou R$ 268 mil pa­ra du­as can­di­da­tas ao pos­to de de­pu­ta­da es­ta­du­al, no Ce­a­rá e em Per­nam­bu­co.

Reprodução/​O Glo­bo


Presidente nacional do PSL, Luciano Bivar posa com Mariana Nunes, que foi candidata a deputada estadual

O to­tal “mal pa­rou nas con­tas de cam­pa­nha de Gis­la­ni Maia e Ma­ri­a­na Nu­nes”, in­for­ma re­por­ta­gem do jor­nal O Glo­bo des­ta sexta-​feira (22). As­si­na­da por Igor Mel­lo e Ju­li­a­na Cas­tro, a ma­té­ria in­for­ma que elas gas­ta­ram em grá­fi­cas pra­ti­ca­men­te to­do o va­lor re­ce­bi­do en­tre 5 e 6 de ou­tu­bro.
Leia mais

Em no­va pes­qui­sa Ibo­pe di­vul­ga­da nes­ta segunda-​feira (24), o can­di­da­to do PSL à Pre­si­dên­cia, Jair Bol­so­na­ro, con­ti­nua lí­der com 28% das in­ten­ções de vo­to, sem apre­sen­tar cres­ci­men­to em re­la­ção à úl­ti­ma pes­qui­sa, quan­do te­ve a mes­ma pon­tu­a­ção.

Fa­bio Ro­dri­gues Pozzebom/​José Cruz/​Agência Bra­sil


A diferença entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) diminuiu para seis pontos percentuais

O can­di­da­to do PT, Fer­nan­do Had­dad, aproxima-​se de Bol­so­na­ro com 22%, uma di­fe­ren­ça de 3 pon­tos per­cen­tu­ais em re­la­ção ao le­van­ta­men­to an­te­ri­or, de 18 de se­tem­bro, quan­do te­ve 19%. Em ter­cei­ro lu­gar, Ci­ro Go­mes (PDT) es­ta­ci­o­na em 11% e es­tá tec­ni­ca­men­te em­pa­ta­do com o can­di­da­to do PSDB, Ge­ral­do Alck­min, que pon­tu­ou 8%, con­tra 7% na se­ma­na pas­sa­da. Ma­ri­na con­fir­ma tra­je­tó­ria de que­da, os­ci­lan­do um pon­to per­cen­tu­al pa­ra bai­xo e mar­can­do 5% das in­ten­ções de vo­to.
Leia mais

O can­di­da­to do PSL à Pre­si­dên­cia, Jair Bol­so­na­ro, deu en­tre­vis­ta nes­ta segunda-​feira (24) ao pro­gra­ma Os Pin­gos nos Is, da rá­dio Jo­vem Pan. É a pri­mei­ra vez que o po­lí­ti­co con­ce­de en­tre­vis­ta à im­pren­sa des­de que foi es­fa­que­a­do em 6 de se­tem­bro, du­ran­te ato de cam­pa­nha em Juiz de Fo­ra (MG). As­sis­ta ao ví­deo abai­xo.

Reprodução/​Youtube


O candidato Jair Bolsonaro (PSL) em quarto de hospital onde se recupera de ataque a faca

Bol­so­na­ro fa­lou so­bre o aten­ta­do que so­freu, se­gun­do ele um aten­ta­do po­lí­ti­co. O can­di­da­to dis­se que ao le­var o gol­pe te­ve a sen­sa­ção de ter si­do atin­gi­do por um so­co no estô­ma­go. O ca­pi­tão da re­ser­va dis­se que não per­deu os sen­ti­dos em ne­nhum mo­men­to e afir­mou que te­ve me­do de mor­rer. Dis­se que já ha­via pre­pa­ra­do sua mu­lher so­bre a pos­si­bi­li­da­de de ele ser ata­ca­do.
Leia mais

A Po­lí­cia Fe­de­ral abriu, na ma­nhã des­ta terça-​feira (25), o se­gun­do inqué­ri­to pa­ra in­ves­ti­gar o ata­que a fa­ca­da con­tra o can­di­da­to a pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro (PSL), ocor­ri­do no úl­ti­mo dia 6 em Juiz de Fo­ra (MG). O de­le­ga­do re­gi­o­nal de Com­ba­te ao Cri­me Or­ga­ni­za­do de Mi­nas Ge­rais, Ro­dri­go Mo­rais, afir­ma que vai apu­rar a even­tu­al par­ti­ci­pa­ção de uma or­ga­ni­za­ção cri­mi­no­sa na au­to­ria do cri­me co­me­ti­do por Adé­lio Bis­po de Oli­vei­ra.

Re­pro­du­ção


O momento em que Bolsonaro é atacado por Adélio Bispo durante ato de campanha em Juiz de Fora

To­dos os ele­men­tos co­lhi­dos até o mo­men­to no pri­mei­ro inqué­ri­to, res­sal­ta o de­le­ga­do, in­di­cam que o cri­mi­no­so agiu so­zi­nho, por con­ta pró­pria. Pre­so em fla­gran­te após dar uma fa­ca­da na re­gião ab­do­mi­nal de Bol­so­na­ro, Adé­lio dis­se que acer­tou o can­di­da­to “a man­do de Deus”. Se­gun­do Ro­dri­go Mo­rais, to­do o ma­te­ri­al apre­en­di­do com o agres­sor, co­mo um no­te­bo­ok e qua­tro apa­re­lhos de te­le­fo­ne ce­lu­lar, con­ti­nua a ser exa­mi­na­do. Os po­li­ci­ais pre­ten­dem in­ves­ti­gar ago­ra os dois úl­ti­mos anos da vi­da de Adé­lio pa­ra apu­rar se al­guém o in­cen­ti­vou a ata­car o can­di­da­to do PSL.
Leia mais

Em sua pri­mei­ra en­tre­vis­ta à im­pren­sa de­pois de qua­se mor­rer em ata­que a fa­ca, o can­di­da­to do PSL na cor­ri­da pre­si­den­ci­al, de­pu­ta­do Jair Bol­so­na­ro, cri­ti­cou a pos­tu­ra de um de seus 12 ad­ver­sá­ri­os, Ge­ral­do Alck­min (PSDB), pe­la li­nha de ata­que es­co­lhi­da pe­lo tu­ca­no na cam­pa­nha elei­to­ral – um “fes­ti­val de bai­xa­ria”, se­gun­do o ex-​capitão do Exér­ci­to. Des­de o pri­mei­ro dia de ho­rá­rio po­lí­ti­co em rá­dio e TV, Alck­min tem ata­ca­do Bol­so­na­ro com ví­de­os e áu­di­os va­ri­a­dos, que reú­nem des­de ofen­sas do de­pu­ta­do con­tra mu­lhe­res até de­cla­ra­ções so­bre qui­lom­bo­las – es­tra­té­gia que só deu tré­gua em al­guns pou­cos di­as após o aten­ta­do, com Bol­so­na­ro em re­cu­pe­ra­ção de ci­rur­gia.

Reprodução/​Twitter


Não esperava isso dele [Alckmin], mas a verdade é que ele não é diferente do PT", reclamou o candidato, que se recupera de duas cirurgias

“Ve­jo com mui­ta tris­te­za o Ge­ral­do Alck­min, uma pes­soa em quem eu já vo­tei. Ele pe­gou pe­sa­do. Eu não es­pe­ra­va is­so de­le, mas a ver­da­de é que ele não é di­fe­ren­te do PT”, fus­ti­gou Bol­so­na­ro, pas­san­do a ci­tar ca­sos de cor­rup­ção du­ran­te a ges­tão do tu­ca­no no go­ver­no de São Pau­lo. “Eu não te­nho tem­po pa­ra re­ba­ter es­se fes­ti­val de bai­xa­ria. Po­dia per­gun­tar da me­ren­da [es­co­lar, es­cân­da­lo de des­vio de di­nhei­ro pú­bli­co que aba­lou o PSDB pau­lis­ta­no], da obra do Ro­do­a­nel, da Ode­bre­cht. É co­var­dia do Alck­min”, acres­cen­tou o can­di­da­to.
Leia mais

Pes­qui­sa di­vul­ga­da nes­ta quinta-​feira (13) pe­lo Vox Po­pu­li cau­sou po­lê­mi­ca nas re­des so­ci­ais e che­gou a ser, mo­men­ta­ne­a­men­te, o as­sun­to mais co­men­ta­do do Twit­ter no Bra­sil. A di­ver­gên­cia foi cau­sa­da pe­la prin­ci­pal no­vi­da­de do le­van­ta­men­to, que trou­xe de ma­nei­ra iné­di­ta o recém-​lançado can­di­da­to do PT a pre­si­den­te, Fer­nan­do Had­dad, na li­de­ran­ça, com 22% das in­ten­ções de vo­to. Jair Bol­so­na­ro (PSL), que li­de­ra nas son­da­gens dos de­mais ins­ti­tu­tos, fi­cou na se­gun­da co­lo­ca­ção, com 18%.

Ri­car­do Stuckert/​Divulgação


Haddad aparece liderando pesquisa de intenção de voto quando tem nome associado ao de Lula

Tam­bém sus­ci­tou de­ba­te a in­for­ma­ção de que a pes­qui­sa foi en­co­men­da­da pe­la Cen­tral Úni­ca dos Tra­ba­lha­do­res (CUT), tra­di­ci­o­nal ali­a­da do PT e in­te­gran­te do mo­vi­men­to que de­fen­de a li­ber­ta­ção do ex-​presidente e seu di­rei­to de dis­pu­tar a elei­ção. No Vox Po­pu­li, Ci­ro Go­mes (PDT) apa­re­ce em ter­cei­ro lu­gar (10%), se­gui­do de Ma­ri­na Sil­va (Re­de), com 5%, e Ge­ral­do Alck­min (PSDB), com 4%.

Du­ran­te al­gu­mas ho­ras, o Twit­ter foi in­va­di­do por tuí­tes que co­me­mo­ra­vam ou re­fu­ta­vam o le­van­ta­men­to. Nas pes­qui­sas re­a­li­za­das pe­los ou­tros ins­ti­tu­tos, o en­tre­vis­ta­do é ques­ti­o­na­do so­bre em qual can­di­da­to vai vo­tar. Na es­ti­mu­la­da, os no­mes são apre­sen­ta­dos de for­ma in­di­vi­du­al. O Vox Po­pu­li usou me­to­do­lo­gia di­fe­ren­te. O pe­tis­ta era iden­ti­fi­ca­do co­mo “Fer­nan­do Had­dad (PT), apoi­a­do por Lu­la”. Os de­mais eram ci­ta­dos da ma­nei­ra com que são co­nhe­ci­dos do elei­to­ra­do.
Leia mais

Lí­der nas pes­qui­sas de in­ten­ção de vo­to, o can­di­da­to a pre­si­den­te Jair Bol­so­na­ro (PSL) não fa­rá cam­pa­nha de rua nem em ví­deo no pri­mei­ro tur­no das elei­ções, se­gun­do um de seus fi­lhos, o de­pu­ta­do es­ta­du­al Flá­vio Bol­so­na­ro (PSL-​RJ). Em en­tre­vis­ta à rá­dio 97,1 FM, do Rio, Flá­vio dis­se que a ori­en­ta­ção dos mé­di­cos é que Bol­so­na­ro evi­te fa­lar pa­ra não agra­var seu qua­dro clí­ni­co.

Reprodução/​Arquivo pes­so­al


"Não tem como ir pra rua com a barriga aberta. É risco de infecção, é risco de arrebentar", diz Flávio sobre situação do pai

O can­di­da­to es­tá na UTI do Hos­pi­tal Al­bert Eins­tein, em São Pau­lo, on­de se re­cu­pe­ra de uma ci­rur­gia de emer­gên­cia pa­ra de­sobs­tru­ção in­tes­ti­nal, cau­sa­da pe­lo aten­ta­do do úl­ti­mo dia 6 em Juiz de Fo­ra (MG). Flá­vio ad­mi­te que o pai di­fi­cil­men­te vol­ta­rá às ru­as ca­so avan­ce pa­ra o se­gun­do tur­no.

“Ele não es­tá con­se­guin­do nem fa­lar di­rei­to, en­tão não po­de ir pa­ra a in­ter­net pa­ra fa­zer trans­mis­são ao vi­vo. A ori­en­ta­ção mé­di­ca é que nem fa­le, por­que quan­do fa­la acu­mu­la ga­ses e po­de oca­si­o­nar mais dor ain­da”, dis­se Flá­vio. “Ao que tu­do in­di­ca, no pri­mei­ro tur­no não vai ter mais con­di­ções mé­di­cas de ir pa­ra a rua de no­vo. Pra­ti­ca­men­te im­pos­sí­vel. A ci­rur­gia de re­cons­ti­tui­ção do in­tes­ti­no de­le vai acon­te­cer da­qui a dois me­ses ou mais, não tem co­mo ir pra rua com a bar­ri­ga aber­ta. É ris­co de in­fec­ção, é ris­co de ar­re­ben­tar. É to­tal­men­te con­train­di­ca­do”, res­sal­tou.
Leia mais

Pes­qui­sa Ibo­pe di­vul­ga­da na noi­te des­ta terça-​feira (11) in­di­ca que cres­ceu a van­ta­gem do can­di­da­to Jair Bol­so­na­ro (PSL) so­bre seus ad­ver­sá­ri­os na com­pa­ra­ção com le­van­ta­men­to fei­to pe­lo ins­ti­tu­to en­tre os di­as 1º e 3.

Agên­cia Câ­ma­ra


Pesquisa Ibope é mais vantajosa para Bolsonaro do que a divulgada pelo Datafolha

Bol­so­na­ro apa­re­ce com 26% (qua­tro pon­tos a mais), e Ci­ro Go­mes (PDT), com 11%. O pe­de­tis­ta es­tá em em­pa­te téc­ni­co com ou­tros três can­di­da­tos: Ma­ri­na Sil­va (Re­de) e Ge­ral­do Alck­min (PSDB), com 9%, e Fer­nan­do Had­dad (PT), com 8%. Os nú­me­ros do Ibo­pe são mais fa­vo­rá­veis pa­ra o pre­si­den­ciá­vel do PSL, que se re­cu­pe­ra de fe­ri­men­tos no abdô­men após um aten­ta­do, em re­la­ção à pes­qui­sa di­vul­ga­da on­tem pe­lo Da­ta­fo­lha.
Leia mais

O ex-​deputado cas­sa­do Edu­ar­do Cu­nha (MDB-​RJ) per­deu a li­ber­da­de, mas não o po­der. Pe­lo me­nos em seu par­ti­do. Pre­so des­de ou­tu­bro de 2016 em Cu­ri­ti­ba, o ex-​presidente da Câ­ma­ra pre­pa­ra da ca­deia a sua su­ces­so­ra em Bra­sí­lia, a pu­bli­ci­tá­ria Da­ni­el­le Dytz Cu­nha, sua fi­lha mais ve­lha. Es­tre­an­te nas ur­nas, Da­ni­el­le li­de­ra a dis­pu­ta pe­los re­cur­sos pú­bli­cos do fun­do elei­to­ral en­tre os 19 can­di­da­tos a de­pu­ta­do fe­de­ral pe­lo par­ti­do no Rio de Ja­nei­ro (ve­ja lis­ta de re­pas­ses ao fi­nal da re­por­ta­gem).

Pe­dro Ladeira/​Folhapress


Tal pai, tal filha: Danielle tem papel de protagonista no MDB fluminense quando o assunto é dinheiro

A fi­lha de Cu­nha já re­ce­beu R$ 2 mi­lhões do di­re­tó­rio es­ta­du­al do MDB, con­for­me re­gis­tros par­ci­ais do Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral (TSE). O va­lor é pró­xi­mo do te­to de R$ 2,5 mi­lhões que um can­di­da­to à Câ­ma­ra po­de gas­tar nes­te ano. Além dis­so, ela ga­nhou R$ 7 mil de uma do­a­do­ra iden­ti­fi­ca­da co­mo Ân­ge­la Cé­lia Sou­za Vi­lhe­na, que fez o re­pas­se na con­di­ção de pes­soa fí­si­ca – a le­gis­la­ção atu­al proí­be o fi­nan­ci­a­men­to em­pre­sa­ri­al de cam­pa­nhas.
Leia mais

O can­di­da­to do PSL à Pre­si­dên­cia, Jair Bol­so­na­ro, li­de­ra a dis­pu­ta ao Pla­nal­to com 24% das in­ten­ções de vo­to, se­gun­do pes­qui­sa Da­ta­fo­lha di­vul­ga­da nes­ta segunda-​feira (10), a pri­mei­ra re­a­li­za­da após o iní­cio da pro­pa­gan­da elei­to­ral e de­pois do ata­que a fa­ca so­fri­do pe­lo de­pu­ta­do.

Fa­bio Ro­dri­gues Pozzebom/​Agência Bra­sil


O candidato Jair Bolsonaro segue líder nas intenções de voto e também na taxa de rejeição

Bol­so­na­ro não te­ve cres­ci­men­to em re­la­ção à úl­ti­ma pes­qui­sa Da­ta­fo­lha, di­vul­ga­da em 22 de agos­to, con­tra­ri­an­do as ex­pec­ta­ti­vas de que a co­mo­ção após o ata­que pu­des­se re­fle­tir nos re­sul­ta­dos. O can­di­da­to ape­nas os­ci­lou den­tro da mar­gem de er­ro de dois pon­tos per­cen­tu­ais pa­ra mais ou pa­ra me­nos. No le­van­ta­men­to an­te­ri­or, te­ve 22% das in­ten­ções de vo­to.

O úni­co can­di­da­to a apre­sen­tar cres­ci­men­to re­al foi o ex-​prefeito de São Pau­lo Fer­nan­do Had­dad, com 9%, cin­co pon­tos per­cen­tu­ais a mais em re­la­ção ao úl­ti­mo le­van­ta­men­to, quan­do te­ve 4%.
Leia mais