Arquivos de Governo Temer

A 1ª Tur­ma do Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Fe­de­ral da 2ª Re­gião (TRF-​2) de­ci­diu, por 2 vo­tos a 1, re­vo­gar o ha­be­as cor­pus do ex-​presidente Mi­chel Te­mer e de João Bap­tis­ta Li­ma Fi­lho, o Co­ro­nel Li­ma.

Isac Nóbrega/​PR

Eles ha­vi­am si­do pre­sos em 21 de mar­ço na Ope­ra­ção Des­con­ta­mi­na­ção, de­fla­gra­da pe­la Jus­ti­ça Fe­de­ral do Rio de Ja­nei­ro acu­sa­dos de cor­rup­ção, pe­cu­la­to, la­va­gem de di­nhei­ro e or­ga­ni­za­ção cri­mi­no­sa em in­ves­ti­ga­ções re­la­ci­o­na­das à usi­na nu­cle­ar An­gra 3.

Com a de­ci­são do TRF-​2, os dois te­rão que vol­tar à pri­são. Eles fo­ram sol­tos em 25 de mar­ço após uma li­mi­nar con­ce­di­da pe­lo de­sem­bar­ga­dor Ivan Athié.
Leia mais

Con­ce­di­do do ano pas­sa­do pe­lo go­ver­no do ex-​presidente Mi­chel Te­mer, o úl­ti­mo Re­fis per­do­ou um to­tal de R$ 47,4 bi­lhões em dí­vi­das de 131 em­pre­sas, se­gun­do o jor­nal O Es­ta­do de S. Pau­lo.

An­to­nio Cruz/​Agência Bra­sil


Temer concedeu Refis generoso de olho em apoio à reforma da Previdência, diz jornal

O ba­lan­ço fi­nal do pro­gra­ma, se­gun­do o jor­nal, mos­tra que es­ta foi a mai­or anis­tia às dí­vi­das nos úl­ti­mos 10 anos. O úl­ti­mo Re­fis com per­dão su­pe­ri­or foi o de 2008, o cha­ma­do Re­fis da Cri­se (que vi­sa­va au­xi­li­ar as em­pre­sas após a cri­se in­ter­na­ci­o­nal), que che­gou a R$ 60,9 bi­lhões.
Leia mais

O Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral (MPF) em Bra­sí­lia pe­diu à Jus­ti­ça Fe­de­ral a con­de­na­ção de Ro­dri­go Ro­cha Lou­res, ex-​assessor de Mi­chel Te­mer (MDB). Ele fi­cou co­nhe­ci­do co­mo “ho­mem da ma­la” ao ser fla­gra­do pe­la Po­lí­cia Fe­de­ral (PF), em ví­deo, cor­ren­do com uma ma­la con­ten­do R$ 500 mil.

EBC


Rocha Loures foi flagrado pela PF correndo com uma mala de dinheiro em São Paulo

Se­gun­do o por­tal G1, o MP pe­de a con­de­na­ção de Lou­res, apon­tan­do que o ex-​assessor e ex-​deputado “agiu com von­ta­de li­vre e cons­ci­en­te” ao re­ce­ber van­ta­gem in­de­vi­da pa­ra Te­mer. Ro­cha Lou­res é réu por cor­rup­ção pas­si­va des­de de­zem­bro de 2017. Ele foi fla­gra­do, em maio da­que­le ano, car­re­gan­do uma ma­la com R$ 500 mil em es­pé­cie. A ação foi co­or­de­na­da na in­ves­ti­ga­ção a par­tir da de­la­ção pre­mi­a­da dos exe­cu­ti­vos da J&F, con­tro­la­do­ra da JBS. Lou­res che­gou a ser pre­so em 2017.
Leia mais