Arquivos de Moro

A mi­nis­tra Lau­ri­ta Vaz, pre­si­den­te do Su­pe­ri­or Tri­bu­nal de Jus­ti­ça (STJ), in­de­fe­riu ha­be­as cor­pus con­tra de­ci­são do pre­si­den­te do Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Fe­de­ral da 4ª Re­gião (TRF-​4) que ne­gou pe­di­do de li­ber­da­de ao ex-​presidente Lu­la (PT) no úl­ti­mo fim de se­ma­na.

Sér­gio Ama­ral


Ministra Laurita Vaz negou recurso impetrado por advogado de São Paulo

A de­ci­são foi to­ma­da em re­cur­so apre­sen­ta­do por um ad­vo­ga­do de São Pau­lo que não in­te­gra a de­fe­sa de Lu­la. Se­gun­do o STJ, o tri­bu­nal re­ce­beu ou­tros 145 ha­be­as cor­pus en­vi­a­dos por pes­so­as que não fa­zem par­te da de­fe­sa do pe­tis­ta.

Pa­ra Lau­ri­ta Vaz, a de­ci­são do de­sem­bar­ga­dor Ro­gé­rio Fa­vret­to, plan­to­nis­ta do TRF4 que con­ce­deu a or­dem de li­ber­da­de a Lu­la no do­min­go (8) com ba­se em su­pos­to fa­to no­vo (o fa­to de o ex-​presidente ser pré-​candidato) mos­tra “fla­gran­te des­res­pei­to” a de­ci­sões já to­ma­das so­bre o ca­so em tri­bu­nais co­le­gi­a­dos.
Leia mais

O juiz Sér­gio Mo­ro, da Ope­ra­ção La­va Ja­to, re­ce­be auxílio-​moradia de R$ 4.378 mes­mo mo­ran­do em imó­vel pró­prio, lo­ca­li­za­do a 3 km de seu tra­ba­lho, em Cu­ri­ti­ba. O re­ce­bi­men­to do be­ne­fí­cio não é ile­gal. Es­tá am­pa­ra­do em li­mi­nar de se­tem­bro de 2014 do mi­nis­tro Luiz Fux, do Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF), que ga­ran­tiu a to­dos os ma­gis­tra­dos, in­clu­si­ve os que têm ca­sa ou apar­ta­men­to na ci­da­de on­de tra­ba­lham. As in­for­ma­ções são da Fo­lha de S.Paulo.

EBC


Juiz da Lava Jato faz uso de benefício garantido por liminar do STF

Mas nem to­dos os juí­zes fa­zem uso do be­ne­fí­cio co­mo com­ple­men­to sa­la­ri­al, a exem­plo de Mo­ro. Pe­lo me­nos 15% dos ma­gis­tra­dos da 4ª Re­gião, que com­pre­en­de Rio Gran­de do Sul, San­ta Ca­ta­ri­na e Pa­ra­ná, abri­ram mão do auxílio-​moradia. Des­de a li­mi­nar de Fux, os in­te­gran­tes da 4ª Re­gião já re­ce­be­ram R$ 71,3 mi­lhões des­sa ver­ba. A de­ci­são pro­vi­só­ria do mi­nis­tro se­rá jul­ga­da pe­lo ple­ná­rio do Su­pre­mo pro­va­vel­men­te em mar­ço, se­gun­do a pre­si­den­te do Su­pre­mo, Cár­men Lú­cia.
Leia mais

O juiz fe­de­ral Sér­gio Mo­ro, da 13ª Va­ra Fe­de­ral em Cu­ri­ti­ba, man­dou can­ce­lar a pe­nho­ra do tri­plex lo­ca­li­za­do em Gua­ru­já (SP), pivô do pro­ces­so no qual o ex-​presidente Lu­la (PT) foi con­de­na­do em se­gun­da ins­tân­cia, e de­ter­mi­nou a ven­da, em lei­lão pú­bli­co, do imó­vel lo­ca­li­za­do no li­to­ral pau­lis­ta. A de­ci­são foi to­ma­da após o imó­vel ter si­do pe­nho­ra­do em de­zem­bro, pe­lo Tri­bu­nal de Jus­ti­ça do Dis­tri­to Fe­de­ral e Ter­ri­tó­ri­os (TJDFT), pa­ra o pa­ga­men­to de uma dí­vi­da da cons­tru­to­ra OAS.

Agên­cia Bra­sil


O juiz Sérgio Moro excluiu do processo as provas obtidas em quebra de sigilo do blogueiro

Na de­ci­são anun­ci­a­da por Mo­ro na noi­te de on­tem (segunda-​feira, 29), o juiz ar­gu­men­ta que “o imó­vel foi inad­ver­ti­da­men­te pe­nho­ra­do, pois o que é pro­du­to de cri­me es­tá su­jei­to a se­ques­tro e con­fis­co e não à pe­nho­ra por cre­dor cí­vel ou a con­cur­so de cre­do­res”. O ma­gis­tra­do de­ter­mi­na que os va­lo­res a se­rem ob­ti­dos com o lei­lão do tri­plex se­jam re­ver­ti­dos à Pe­tro­bras.
Leia mais

O Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Fe­de­ral da 4ª Re­gião (TRF-​4) ana­li­sa nes­ta quarta-​feira (24) re­cur­so do ex-​presidente Lu­la con­tra a con­de­na­ção, por cor­rup­ção pas­si­va e la­va­gem de di­nhei­ro, a 9 anos e 6 me­ses de pri­são im­pos­ta na pri­mei­ra ins­tân­cia pe­lo juiz Sér­gio Mo­ro, res­pon­sá­vel por jul­gar ca­sos da Ope­ra­ção La­va Ja­to em Cu­ri­ti­ba. A de­ci­são es­tá nas mãos dos de­sem­bar­ga­do­res fe­de­rais João Pe­dro Ge­bran Ne­to, re­la­tor das ações da La­va Ja­to na se­gun­da ins­tân­cia, Le­an­dro Paul­sen, re­vi­sor do pro­ces­so, e Vic­tor Luiz dos San­tos Laus, de­ca­no do co­le­gi­a­do. O juiz e o ex-​presidente não es­ta­rão no tri­bu­nal, mas seus ar­gu­men­tos es­ta­rão fren­te a fren­te.

Re­pro­du­ção


Lula acusa Sérgio Moro de perseguição jurídica

Mo­ro acei­tou os ar­gu­men­tos do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral de que o ex-​presidente re­ce­beu de ma­nei­ra ocul­ta um tri­plex, bem co­mo sua re­for­ma, no Gua­ru­já (SP), da OAS, em tro­ca de fa­vo­re­ci­men­to à em­prei­tei­ra em con­tra­to com a Pe­tro­bras. O Con­gres­so em Fo­co apre­sen­ta as prin­ci­pais ale­ga­ções das du­as par­tes no jul­ga­men­to.
Leia mais

O Tri­bu­nal Re­gi­o­nal Fe­de­ral da 4ª Re­gião (TRF-​4) ab­sol­veu ape­nas 5 dos 77 con­de­na­dos pe­lo juiz fe­de­ral Sér­gio Mo­ro em qua­se qua­tro anos da Ope­ra­ção La­va Ja­to, in­for­ma O Es­ta­do de S. Pau­lo. A cor­te de se­gun­da ins­tân­cia vai ana­li­sar o pri­mei­ro re­cur­so do ex-​presidente Lu­la con­tra a con­de­na­ção à pe­na de 9 anos e 6 me­ses de pri­são por cor­rup­ção e la­va­gem de di­nhei­ro no pro­ces­so do trí­plex do Gua­ru­já (SP) – pu­ni­ção es­sa im­pos­ta por Mo­ro.

Val­ter Campanato/​Agência Bra­sil


Lula acusa Sérgio Moro de perseguição jurídica

O ín­di­ce de ab­sol­vi­ção na 8ª Tur­ma Cri­mi­nal do TRF-​4, ao ana­li­sar re­cur­sos con­tra o juiz da La­va Ja­to, é de 6,5%. Mes­mo com as re­for­mas das de­ci­sões, 93,5% dos con­de­na­dos não con­se­gui­ram es­ca­par da pe­na de pri­são.
Leia mais