Arquivos de Negociações

Nesta quarta-feira, dia 1º de agosto, às 10:30hs, a Comissão Laboral, com a assistência da FETERCESP, e o SINDIMERENDA (Sindicato Patronal) reuniram-se na Sede do Sintercamp, em Campinas (SP), para avaliarem contra pauta do Sindimerenda sobre a negociação do Segmento de Refeição Escolar (Merenda Escolar).

Os trabalhos se estenderam até as 16h e mais de 60% da Convenção Coletiva já está definida. A próxima reunião foi marcada para dia 14 de agosto, às 10h, na sede da FETERCESP em SP.

Confira fotos da reunião:

Nesta quarta-feira, dia 25 de julho, aconteceu a primeira reunião de negociação da data base 1° de agosto do Segmento de Refeições Escolares (Merenda Escolar) do Estado de São Paulo.

A reunião foi realizada na sede do Sindicato Patronal (SINDIMERENDA – SP), em São Paulo. Foram definidas as comissões que seguirão os trabalhos e o laboral recebeu uma contra proposta que será analisada. Também foi definida a data da próxima reunião para o dia 1 de agosto na sede do SINTERCAMP, em Campinas-SP.
Leia mais

Resumo das negociações da Data Base Junho 2018 para Convenção Coletiva de Trabalho 2018/2019.

COZINHA INDUSTRIAL

No dia 12 de julho 2018 às 14:00hs, aconteceu a 8ª Rodada de Negociações da data base junho na sede da FETERCESP (Federação) em São Paulo. Discussões acaloradas durante toda tarde entre os representantes dos Sindicatos de empregados e o Sindicato Patronal (SINDERC – SP). Às 17h52min foram finalizadas as negociações com o consenso das partes chegando ao seguinte resultado:

VIGÊNCIA E DATA-BASE – 1º de junho de 2018 a 31 de maio de 2019 e a data base da categoria em 1o de junho.

REAJUSTE SALARIAL – Os salários dos empregados representados pelo SINTERC serão reajustados a partir de 1º de junho 2018, com a aplicação dos percentuais descritos abaixo:

Piso normativo será reajustado em 2,8% (dois vírgula oito) por cento, isto é, R$ 1.246,96 (um mil e duzentos e quarenta e seis reais e noventa e seis centavos) mensais, ou R$ 5,67 (cinco reais e sessenta e sete centavos) por hora.

Para salários entre R$ 1.213,01 (um mil, duzentos e treze reais e um centavo) e R$ 3.032,50 (três mil, trinta e dois reais e cinquenta centavos), o percentual será de 2,3% (dois vírgula três) por cento.

Para os salários entre R$ 3.032,51 (três mil, trinta e dois reais e cinquenta e um centavos) e R$ 5.458,50 (cinco mil, quatrocentos e cinquenta e oito reais e cinquenta centavos), o percentual será de 2,07% (dois vírgula zero sete) por cento.

Para os salários acima do limite de R$ 5.458,51 (cinco mil, quatrocentos e cinquenta e oito reais e cinquenta e um centavos), será aplicado o valor fixo de R$ 112,99 (cento e doze reais e noventa e nove centavos) ou livre negociação se mais vantajosa.

O salário normativo para Cozinheiro (a) será de R$ 1.386,77 (um mil, trezentos e oitenta e seis reais e setenta e sete centavos) mensais, ou R$ 6,30 (seis reais e trinta centavos) por hora.

O salário normativo para Copeiro (a) hospitalar será de R$ 1.251,41 (um mil duzentos e cinquenta e um reais e quarenta e um centavos) mensais, ou R$ 5,68 (cinco reais e sessenta e oito centavos) por hora.

Os reajustes serão aplicados nos salários vigentes em 31 de maio de 2.018 e para outras funções não descritas acima, ficam ressalvadas as condições salariais mais favoráveis existentes.

BENEFÍCIOS:

Cesta básica ou vale compras R$ 141,00 (cento e quarenta e um reais);
Vale Refeição R$ 21,40 (vinte e um reais e quarenta centavos);
TODOS OS DESCONTOS REFERENTES A BENEFÍCIOS PERMANECERAM CONGELADOS CONFORME CONVENÇÃO COLETIVA 2017/2018;
• Manutenção de todas as cláusulas da Convenção Coletiva anterior e inserção de novas cláusulas, inclusive algumas da reforma trabalhista, que foram melhoradas dando uma melhor segurança jurídica para ambos os lados, garantindo todos os direitos dos trabalhadores da categoria profissional de Refeições Coletivas.

Tendo em vista todas as negociações que aconteceram de janeiro a junho no Brasil e em especial no setor de Cozinhas Industriais, tivemos um ganho real de 1.04%, mais a recomposição da inflação acumulada em doze meses (de maio 2017 a maio 2018) que foi de 1.76% com um resultado final de 2.80% de reajuste no piso da categoria, que representa aproximadamente 70% de toda massa salarial.

À DIRETORIA

Outras reuniões da Campanha Salarial 2018/19:

A 6ª Rodada de Negociações entre os Sindicatos Laborais e Patronal foi realizada nesta quinta-feira, dia 28/06, às 10 horas, na sede do SINDERC (Sindicato Patronal) em São Paulo, sem muitos avanços e falta de boa vontade das empresas, deixando as negociações um tanto quanto desgastadas.

Por fim, as empresas apresentaram a proposta do dia para reajuste dos empregados no percentual de 2,07% para o piso normativo; para quem ganha acima do piso, o reajuste de 1,76% (INPC); e no vale compras ou cesta de alimentos se aplicaria o mesmo reajuste do piso, ou seja, 2,07%, passando de R$ 137,00 para R$ 139,83.

Não aceitamos a miséria que nos foi oferecida e, após debates, foi agendada uma nova reunião para o dia 05/07, às 14 horas, na sede do SINDERC.

Veja as fotos da reunião:

Nesta quinta-feira, dia 21/06, aconteceu a 5ª Rodada de Negociações entre Laboral e Patronal da Campanha Salarial 2018/19. A reunião foi realizada às 10h na sede da Fetercesp (SP).

Depois de muito debate entre as partes, a comissão do SINDERC (Sindicato das Empresas) apresentou a seguinte proposta: reajuste salarial de 1,96% no Piso Salarial, passando de R$ 1.213,00 para R$ 1.236,77; para quem ganha salário acima do piso e até 2,5 pisos, o reajuste seria de 1,76%; para quem ganha acima de 2,5 pisos valor fixo em reais; o Vale Compras ou Cesta de Alimentos teria o mesmo reajuste do piso (1,96%, ou seja, R$ 2,68); manutenção da Assistência Médica e Vale Refeição, sem reajuste nos descontos. Diante de uma inflação anual de 1,76%, o ganho real que teríamos no piso seria de 0,20% de reajuste, ou seja, R$ 2,43 acima da inflação.

Não aceitamos a proposta ridícula das empresas e, depois de muitas discussões acaloradas, foi marcada uma nova reunião para dia 28/06/2018, às 10h, na sede do Sintercamp em Campinas (SP).

Confira as fotos da reunião:

A diretoria do Sinterc participou nesta quinta-feira (14) de mais uma rodada de negociações da Campanha Salarial 2018/2019 da categoria de Refeições Coletivas. A reunião foi realizada na sede do SINDERC em São Paulo (capital) e contou com a participação dos sindicatos filiados a Fetercesp. Houve avanço na negociação das cláusulas sociais, ficando agendado próxima reunião para o dia 21/06 na sede da Fetercesp, onde irão discutir as cláusulas econômicas.

Confira as fotos da reunião em que o grupo laboral discute contra propostas com o patronal.

Negociações positivas em tempos de crise

domingo, 10 de setembro de 2017 09:00 Fala Presidente

Em tempos de crise financeira e política que o país atravessa, podemos dizer que o resultado da Campanha Salarial 2017 do setor de Refeições Coletivas teve um resultado positivo.

Tivemos um cenário de inflação baixa que levou o INPC (Índice Nacional de Preço ao Consumidor) acumulado de junho 2016 a maio de 2017 em 3,34% e mesmo assim conseguimos um reajuste para o piso normativo da categoria de 6,03%.

Isso significa que tivemos um ganho real de 2,69%. Os demais benefícios da convenção coletiva de trabalho foram congelados com intuito de não sofrerem reajustes na participação financeira dos empregados. Não podemos esquecer que tivemos benefícios nos últimos três anos, com reajustes superiores a 10%.

Portanto, se considerarmos os ganhos que nossa categoria conquistou nos últimos anos e fossemos comparar com outras categorias, poderíamos perceber que os resultados de nossas negociações são bem positivos.

Aceitamos críticas e sugestões sobre todos os temas relacionados à administração de nossa entidade sindical e prezamos por atender suas demandas, sempre dentro de nossas limitações.
Muito obrigado e parabéns por mais um ano de luta juntos.

Waldir Aparecido Avanzo
Presidente do Sinterc