A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta quarta-feira (28/10) o Instituto Butantan a importar a matéria-prima para fabricação da vacina CoronaVac, o imunizante contra a covid-19 desenvolvido e testado pelo Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

Anvisa

O tema foi discutido por uma instância de votação online dos diretores da agência entre ontem e hoje. A autorização definiu algumas condições e frisou que a compra dos insumos ocorre em caráter excepcional. “A utilização do produto ficará condicionada à obtenção de seu registro sanitário junto à Anvisa”, destaca a agência.

O instituto prevê que os insumos vindos da China serão destinados à produção de 40 milhões de doses do imunizante em sua fábrica em São Paulo. A instituição acredita ser possível que as doses estejam à disposição até dezembro.

No Twitter, o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), agradeceu a Anvisa pela aprovação da importação da matéria-prima e disse que a Coronavac é considerada a vacina mais promissora.

A vacina está em estudo clínico fase 3, ainda sem registro no Brasil. Segundo a agência, porém, não existe previsão de data para a vacinação.

Fonte: Congresso em Foco

© Copyright 1993-2021 Sinterc - Todos os direitos reservados

Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Refeições Coletivas, Cozinhas Industriais, Restaurantes Industriais, Merenda Escolar Terceirizada, Cestas Básicas, e Comissarias da Região Norte e Oeste do Estado de São Paulo.

Sede

Rua Cussy Júnior, 11-63, Centro,Bauru/SP, CEP 17015-022